Corinthia Hotel Lisbon
 

Depois de teres experimentado vários estilos de vestidos de noiva, depois de ajudares o teu noivo com os acessórios, pensarem na decoração e escolherem o vosso magnífico bolo de casamento, está na altura de darem asas à imaginação e pensarem na escolha mais acertada de um menú de casamento. Vários fatores devem ser tidos em conta quando se trata da escolha do cardeápio: o estilo da refeição, a comida em si, as preferências alimentícias de cada um (como o vegetarianismo, o veganismo ou mesmo as intolerâncias a alguns alimentos). No caso destes últimos fatores, eles devem ser perguntados com antecedência aos convidados. Uma maneira fácil e prática é pedirem no próprio convite de casamento que vos informem caso tenham alguma destas condições especiais. Queres saber que menú será o mais acertado para o vosso grande dia? Então nao percas!

1. Tenham em consideração o estilo de casamento

Um casamento na praia não é o mesmo que um casamento no campo ou na cidade. A maneira como é servida a comida deve ser bem pensada, assim como o tipo de comida e ingredientes. Por exemplo, num casamento feito na praia, já que é de estilo informal e as convidadas levarão vestidos de cerimónia curtos, os convidados podem comer de pé ou sentados, em sofás ou em puffs, sendo servidos ao longo dia por empregados com bandejas. Se for um dia de muito calor, não é conveniente que a comida esteja exposta ao sol e aos elementos naturais, pois pode fazer com que aqueça e se estrague com muita facilidade. Caso o casamento seja numa quinta ou mesmo num salão de festas numa cidade, a comida pode ser servida numa refeição normal, com os convidados sentados ou então numa opção mais informal, tipo buffet.

2. Hora do dia

A altura do dia também manda no menu. Se o casamento for de manhã ou à hora de almoço, a comida pode ser mais leve e fresca e podem optar por um bolo de casamento simples, principalmente se decorrer no Verão. Se o casamento for ao fim da tarde ou noite, a refeição pode ser mais composta. E isto também se aplica às estações do ano – devem adaptar o estilo de refeição às diferentes temperaturas. O inverno pede pratos quentes e mais compostos, enquanto que em casamentos na primavera ou no verão podem ser servidos canapés, saladas e pastas frescas.

3. Escolha da comida servida

Normalmente, os locais que organizam casamentos já têm o seu próprio menu com alguma variedade de escolhas. Existe sempre uma prova prévia, onde os convidados podem escolher os pratos e toda a comida que se vai servir durante o evento. No entanto, vocês podem criar o vosso próprio menu e perguntar a quem gere o local, se é possível cozinharem o que vos pedem. Caso a resposta seja negativa, a outra opção seria contratarem vocês mesmos um serviço de catering que faça o menu que desejam.

Corinthia Hotel Lisbon

4. Mesas pós-almoço ou jantar

Após a refeição principal, é costume montar umas mesas com queijos e enchidos e outra com doces e sobremesas, para os convidados irem comendo ao longo da festa. Para além destas mesas, ainda há o bolo de casamento original, que pode ser um mais trabalhado, por exemplo, um de vários andares, ou mais simples e discreto.

5. Lembrancinhas de casamento

Uma boa ideia para as lembracinhas de casamento, seria oferecer algo para comer, como bolachas caseiras, um bom queijo, um enchido, uma compota, um licor ou um bom vinho. De preferência, um item que se mantenha em bom estado de ocnservação e não se estrague com o tempo.

 

Em conclusão, dependendo do estilo do vosso casamento e de como vocês pretendem que se desenvolva o dia e a festa, a escolha do menu deve ser feito de acordo com isso. Já sabem, desde o momento em que o anel de noivado é oferecido até que chega o dia do casamento, é um piscar de olhos. Por isso, comecem a pensar no menu que irá ser servido, mas não se esqueçam de algumas ideias para o convite de casamento, onde explicarão tudo aos vossos convidados.