Fazer os convites de casamento, já exige bastante esforço e dedicação, mas saber quem convidar para o grande dia, nem sempre é tarefa fácil, por vezes é mesmo desesperante. Família, amigos, colegas de trabalho, conhecidos... Se nos deixamos embalar podemos ficar com uma lista imensa, muitas vezes com pessoas que mal conhecemos ou com quem não convivemos muito. É importante dedicar tempo e atenção a esta tarefa de forma a que consigas ter no teu dia as pessoas que realmente são importantes para ti, que te conhecem tão bem que te dão as melhores lembrancinhas de casamento e com queres partilhar todas as emoções vividas no grande dia. Deixamos-te algumas sugestões para que a lista de convidados não seja mais um dos motivos das tuas noites mal dormidas. 

Número Limite de Convidados

Para um dia tão especial como este, antes de pensares no teu bolo de casamento original, convém teres bem claro com quem o vais partilhar. Por vários motivos, como o orçamento, o tempo e a energia que queres dispensar com cada convidado, é importante escolher a dedo quem vai fazer parte deste grande dia, A primeira coisa a fazer é ter em mente um número limite de convidados. Escrevam o número num papel e vão ajustando as possibilidades a esse número. 

Familiares Indispensáveis

O melhor presente de casamento é sem dúvida a presença da familia mais chegada. Os pais com aquele olhar terno, o tio que nos vai proporcionar uma tarde de risota com as suas anedotas, ou o irmão que nos abraça como só ele o sabe fazer. Escrevam o nome dos familiares, de ambas as partes, que de maneira nenhuma podem faltar no vosso grande dia. Tracem uma linha e anotem o total. À parte dos familiares que jamais podem faltar, têm ainda aquela parte da família, que por parte dos pais ou avòs deviam ter em conta, ora, outra linha e total! Verão com esta técnica que criar a listinha de pessoas para o vosso dia se tornará muito fácil. 

Amigos Íntimos

E aquela amiga que te ajudou a escolher o vestido de noiva com renda e o casal que vos deu dicas para fazerem os convites de casamento simples? Chega a vez dos amigos íntimos para a vossa lista. Não se esqueçam de apontar acompanhantes e filhos. Se têm amigos solteiros, contem com a possibilidade que na altura do casamento possam estar compromotidos e queiram ir acompanhados. Nova contagem e linha.

Conhecidos

Agora os conhecidos. Pessoas que não são indispensáveis mas que gostavam, se fosse possível, que estivessem presentes. Do mesmo modo, tentem saber se irão sozinhas ou acompanhadas e se têm filhos. Nova contagem, e nova linha! 

Colegas de trabalho

Por fim os colegas de trabalho e contactos que tenham através dele. Partilham grande parte do dia com as pessoas do trabalho, há algumas que se tornaram amigas, outras nem por isso. A verdade é que não têm de convidar se não sentem afinidade. A decisão é vossa, e não há mal nenhum em não convidar aquele colega de escritório se não sentirem que a proximidade não justifica. Tendo em conta o vosso tipo de casamento, seja mais intimista ou não, na hora de convidarem os colegas de trabalho, ou até mesmo o chefe, sejam sempre sinceros e pragmáticos, é a nossa sugestão! No final da decisão, contem de novo e fechem a lista. 

Por fim, somem todos os totais obtidos. Se o número total é inferior ao que tinham posto inicialmente, não há problema nenhum, podem convidar todos. Se o número é superior, revejam melhor os possíveis convidados, perguntem-se se realmente sentem necessária a presença dessas pessoas no vosso casamento e vão riscando os nomes até chegarem ao número que tinham proposto. De qualquer forma não é demasiado reler todos os nomes fazendo essa mesma pergunta. Sigam esta sugestão, que certamente vos vais facilitar a vida na hora de fazer a vossa listinha. E depois da lista feita, e seguros que escolheram as pessoas certas para o grande dia, é hora de seguir tranquilos para o próximo passo, os vossos convites de casamentos originais