Kup Eventos
Kup Eventos

Uma vez passado o dia do casamento, nunca mais voltarás a experimentar vestidos de noiva. Também deixarás de pensar em convites de casamento e não voltarás a falar com os fornecedores e fotógrafos. Do vosso dia, ficarão para sempre as memórias vividas, o vosso álbum de casamento e a sensação de um sonho cumprido, junto dos mais especiais. É hora de seguir em frente, iniciar um novo capítulo, pensar nos projetos a dois que têm para o futuro. No entanto, por vezes é difícil não olhar para o anel de noivado – agora junto da aliança – sem sentir uma certa nostalgia dos últimos meses que viveram, da emoção e frenesim dos preparativos... Por mais estranho que pareça, a verdade é que, quando esta etapa termina, é possível que sintas um vazio. Se a tudo isto juntamos os nervos por começar uma nova vida e o medo de não falhar, podes estar a falar da denominada “depressão pós-casamento”. Identifica o principais sintomas e aprende a evitá-los!

O que é a depressão pós-casamento?

Trata-se de um período – que costuma passar rapidamente – em que os noivos podem sentir-se mais em baixo. O normal é que apareça logo a seguir ao dia do casamento ou depois da lua de mel. Não é um fenômeno assim tão grave nem requer qualquer tipo de tratamento, já que esta sensação costuma durar apenas alguns dias. As noivas são as principais afetadas, – agora que já não têm que pensar em ideias para convites de casamento ou ver vestidos – mas o noivo ou as vossas mães também podem decair um pouco e quase sempre se se aperceberem. Entre os principais sintomas está a perca de energia, o aborrecimento, a tristeza e, em casos mais extremos, a necessidade de se isolar durante uns dias.

Porque existe depressão pós-casamento?

Pode dever-se a várias causas. Porque já não faz sentido sonhar com vestidos de noiva de renda, porque as pastas de inspirações estão arrumadas, porque já não se pensa em bolos de casamento originais, porque os preparativos acabaram e agora há que arranjar algo para ocupar esse tempo que lhes dedicavas cada dia. Também pode reproduzir-se porque deixaste de ser o centro das atenções ou porque voltas a perder o contacto quase diário que estabeleceste com alguns membros da família por causa do casamento. Essa sensação de vazio pode afetar-te nos primeiros dias, o que leva a esse sentimento de depressão logo após o casamento.

Renato Ribeiro Photography
Renato Ribeiro Photography

5 dicas para combater este sintoma  

Ao mínimo sinal de depressão pós-casamento a primeira coisa a fazer é manter a calma e pensar que é algo passageiro. Este estado de ânimo é mais comum do que se pensa, ainda que a maioria das pessoas não fale sobre isso. É sempre melhor falar da lua de mel ou da nova vida de casada do que falar da falta que as provas do vestido ou as horas passadas em frente ao computador a ver inspirações de penteados apanhados podem fazer na vida de uma ex-noiva. O segredo está em encontrar alternativas para colmatar a falta dos preparativos. Posto isto, aqui ficam seis dicas que pode fazer toda a diferença:

  •   Muda de assunto

Depois de tantos meses de preparativos, é importante que comeces a assimilar o que que este passo realmente supõe. A celebração de uma visa em comum, cheia de histórias e aventuras por viver. Coloca toda a tua boa energia nesta nova etapa, na decoração da vossa cada, nas coisas que querem fazer juntos, nas tarefas a dois... Em poucos dias, a normalidade estará instalada e não sentirás falta dos momentos dos preparativos.

  •   Depois do casamento, vida nova!

Casa nova, mobília nova, mas também um novo visual ou roupas novas... Pensa que podes aproveitar esta etapa para reinventar-te! Agarra-te ao futuro e constrói uma nova versão de ti mesma, com novos objetivos e metas. 

  •   Emoção na nova rotina

Prepara jantares românticos, pensem em escapadas, passem tempo de qualidade a dois. Os primeiros tempos de casados estão envoltos em romance que deve perdurar por muito tempo. Lembra-te, são os pequenos gestos românticos que mantém a chama acesa e trazem segurança, conforto e qualidade à vossa vida conjugal.

  •   Não rompas laços

Casar não significa abandonar todas as rotinas de solteira. Não deixes de estar e programar coisas com os teus pais, irmãos ou amigos. Algumas coisas podem mudar, mas é importante que não percas a tua individualidade e continues a fazer planos com a família e amigos. Uma saída à antiga com as amigas ou um jantar apenas com a família para colocarem a conversa em dia fazem verdadeiros milagres quando se trata de levantar o ânimo.

  •   Pede ajuda, se achares necessário

Em certas ocasiões, é conveniente pedir ajuda de um profissional, ainda que quase nunca seja o caso, no que se trata de depressão pós-casamento. Ainda assim, se achas que necessitas falar com alguém que esteja de fora da situação, umas sessões de terapia podem ajudar-te imenso. O importante é que não te feches e superes a situação da melhor maneira.

Renato Ribeiro Photography
Renato Ribeiro Photography

Sentes-te identificada com o que leste? É normal que, agora que já não tens que pensar no bolo de casamento ou em que penteado de noiva usar, possas sentir um certo vazio, mas não te deixes ir abaixo. Depois do casamento, começa a verdadeira aventura! Aproveita-a ao máximo!