Primeiro, o anel de noivado! E depois, a preocupação com todos os preparativos, que vai aumentando conforme o tempo vai passando. Entre a escolha de fornecedores, da decoração do dia ou até de detalhes como os convites de casamento ou os vestidos de cerimónia das damas de honor, não tens mãos a medir com tantas coisas para fazer. Durante o processo, é normal surgirem várias dúvidas e indecisões – bem como alguns desentendimentos no casal, que te levam a pensar se tomaram a decisão certa. Mas afinal, que dúvidas são normais, fruto da carga de stress e ansiedade porque estás a passar nesta fase, ou as que questoes te deviam repensar neste passo? É importante que consigas desligar-te dos preparativos e do momento de stress que estão a viver antes de desistires de tudo.

Lembra-te dos motivos que vos fizeram chegar até aqui, do que vos une e do que sentem um pelo outro, porque, se não conseguires imaginar a tua vida sem essa pessoa com quem vais casar, tudo fará sentido no final. Tens muitas dúvidas em relação aos preparativos e às tuas escolhas, ou mesmo em relação à vossa relação? Debruça-te apenas nas que são “normais”! 

As dúvidas “normais”

Ainda que agora possa parecer tudo um pouco difuso na vossa cabeça, há coisas de que devem ter a certeza no dia em que trocarem as vossas alianças de casamento no altar. Entre elas, está, claro, o amor incondicional que sentem um pelo outro. Ainda assim, é normal que, ao terem de tomar tantas decisões, surjam algumas dúvidas que podem dar que pensar no momento, mas que não são suficientemente fortes para terminarem ou cancelarem o vosso casamento.

Não sei se somos 100% compatíveis

É normal que possam discordar do estilo dos convites de casamentos personalizados ou do tipo de decoração. Mas se, nas coisas básicas da vossa vida têm a mesma postura ou opinião, não há motivos para preocuapações. Se têm os mesmo objetivos, se traçaram objetivos em comum e têm posturas semelhantes na vida, o vosso casamento tem tudo para dar mais do que certo. E, sim, esta é uma dúvida normal de quem passa o dia a tomar decisões sobre diferentes coisas relativas ao casamento. 

As nossas famílias são bastante diferentes

No momento do casamento esta questão pode contar bastante, já que estão ambos muito expostos às opiniões das duas famílias, que podem ter diferentes posturas relativamente a vários temas da organização. Ainda assim, lembrem-se sempre de que não casam com a sua família, mas sim com a pessoa que têm ao vosso lado. Mesmo que recebam opiniões diferentes relativamente ao vosso bolo de casamento original, relativizem ao máximo. O que interessa é que vocês os dois são compatíveis. A vossa família não estará sempre junta e não terão de conviver diariamente com eles. Desde que consigam manter uma relação saudável, tudo está bem.

Tenho medo de que a rotina estrague a relação

É uma das dúvidas mais comuns e mais normais de um casal. A rotina pode mesmo instalar-se numa relação, mas também só acontece se vocês deixarem. Nos meses anteriores ao grande dia, andam entretidos entre a escolha de um possível vestido de noiva com renda, o estilo do bolo ou até da playlist do vosso dia. Mas, e sobretudo depois da lua de mel, é normal que a vossa relação possa cair um pouco na rotina. Não deixem que isso aconteça e esforcem-se para fazer outro tipo de coisas. Uma escapada romântica, um jantar a dois, um passeio diferente, um bilhete de bons dias especial, todos os pormenores contam para manter a chama acesa na vossa relação.

As dúvidas que não são normais

Por outro lado, existem dúvidas que não são mesmo normais e que ultrapassam qualquer fase mais stressante que possam estar a passar. As ideias para convites de casamento podem causar alguns desentendimentos, mas não pode ser suficiente para que discutam diariamente. Descubram mais!

Um quer filhos e o outro não

É importante falarem abertamente sobre este assunto, para que não vos traga problemas no futuro. Antes de subirem ao altar, pensem realmente se querem estar ao lado de alguém que não tem os mesmos sonhos que vocês. Entre eles, aumentar a família e ter filhos. Este é um tema muito importante para ser ignorado. Ou conseguem chegar a uma conclusão e uma das duas partes consegue ceder, ou dificilmente o vosso relacionamento sobreviverá a uma questão tão fundamental como esta.

Estamos sempre a discutir

Se as vossas discussões vão além das prendas de casamento originais que querem oferecer aos convidados, por exemplo, talvez precisem parar para pensar no que realmente querem. Faltas de respeito constantes, falhas de comunicação ou pouca predisposição para ceder podem ditar o fim de uma relação. Se discutem frequentemente por assuntos que vão além dos preparativos, talvez seja mais do que stress desta fase. Podem realmente ter formas diferentes de estar na vida, que poderão acentuar-se com o tempo e com a rotina. Pensem bem se é isto que querem viver no futuro antes de dar este passo.

Não há confiança entre nós

A confiança é um dos grandes pilares de uma relação, por isso, se não sentem confiança um no outro poderão ter sérios desentendimentos no futuro. Desde traições a mentiras sobre a situação financeira ou outros temas, tudo conta para fragilizar uma relação. Se já viveram algo assim, resolvam este tema antes de casar, sendo sinceros um com o outro. E, se decidirem dar à vossa cara-metade um voto de confiança, façam-no com convicção e nunca voltem a mencionar o tema. Quando se perdoa, perdoa-se mesmo!

Pensem seriamente sobre cada uma das dúvidas que têm antes e vejam se são dúvidas normais ou requerem que pensem um pouco sobre a decisão que irão tomar em breve. Provavelmente, tudo é reflexo do stress com os preparativos, entre a escolha dos vestidos de cerimónia das damas de honor ou do tipo de lembrancinhas de casamento que vão oferecer aos convidados.