Os convites de casamento já foram entregues, o vestido de noiva já está escolhido e maioria dos detalhes decorativos também.... Isto só pode significar uma coisa: que estão prestes a trocar as alianças de casamento! No meio de toda a euforia que estão a sentir, será que já tiveram tempo para tratar da lua de mel? Em tempos, esta viagem significava voar até ao outro lado do oceano mas, hoje em dia, as opções são bastante mais diversas e adaptáveis à personalidade cada casal. Se querem ficar pela Europa, saibam que existem destinos de sonho e ideais para viverem uma lua de mel cheia de encanto. Um deles é a Suíça, um país pequeno mas cheio de encanto, que vos deslumbrará com as suas cidades, vilas e maravilhas naturais. Gostavam de saber mais sobre os encantos do país dos relógios? Então não percam os próximos parágrafos! 

Quando ir?

Todos os meses são bons para visitar a Suiça, dependendo do tipo de viagem que queiram viver. Para os amantes do frio e da neve, os meses de outubro a dezembro podem ser uma boa opção. Para os que querem visitar o país sem neve, o ideal é viajarem a partir de maio. Na primavera e verão, o clima da Suíça conta com temperaturas médias, que não variam muito dos 26º ou 27º. Desde Portugal, a melhor forma de chegarem é de avião, já que o país conta com aeroportos em várias cidades - Genebra, Zurique, Basileia, etc. Em média, a duração do voo é de 2 horas e meia

Glacier Express: uma forma romântica de viajar pela Suiça

Conhecido por ser um dos comboios mais espetaculares do mundo, viajar no Glacier Express é uma das experiências a não perder. As suas janelas panorâmicas proporcionam vistas inesquecíveis para os Alpes Suíços, num percurso que dura aproximadamente 8 horas. Durante a viagem, podem desfrutar de um romântico almoço com champagne num dos seus vagões em estilo retro – ideal para recordarem os melhores momentos do vosso dia, desde a cerimónia ao corte do vosso bolo de casamento original. O comboio une St. Moritz a Zermatt, que conta também com maravilhosos funiculares que permitem contemplar o monte Cervino, uma das montanhas mais famosas dos Alpes Suíços.

De visita ao glaciar Aletsh

Quem viaja pela Suíça não pode deixar de visitar o gigantesco glaciar Aletsh, com cerca de 23 km de longitude. De um azul vibrante, é o maior dos Alpes e está situado no vale de Valais. Se são um casal aventureiro, vale a pena pensarem numa rota ou caminhada para contemplarem todo este entorno natural. Por outro lado, caso prefiram um passeio mais light, desloquem-se até ao miradouro de Eggishorn e deixem-se deslumbrar pelas vistas que o lugar oferece! 

Cascatas de Rin e Schaffhausen

Não é preciso ir até ao Brasil ou Argentina para contemplar o poder de uma cascata imensa. Quando chegarem à cascata de Rin, irão ficar surpreendidos com o ruído ensurdecedor das suas águas. É a maior cascata da Europa Central, pelo que uma visita a este local valerá mais do que a pena. Na zona, não deixem de visitar os vários castelos, a que poderão aceder desde Schaffhausen. Além disso, não deixem de passear por Stein am Rheim, uma aldeia de conto de fadas que parou no tempo. Situada nas margens do lago Constanza, as suas encantadoras e coloridas casas medievais inspiram qualquer um! 

A cascata de Staubbach e o vale de Lauterbrunnen

A Suíça é muito mais que Berna ou Zurich, e a verdade é que basta sair da capital para se perceber o quão rico é o património natural do país. Exemplo disso é a cascata de Staubbach (Staubbachfall), com quase 300 metros de altura, que forma parte das 72 cascatas do vale de Lauterbrunnen e que está próxima de outros espetáculos naturais, como as maiores cascatas subterrâneas da Europa, em Trümmelbachfälle. Aproveitem para relaxar e desconectar por momentos neste entorno natural único. Depois de meses e meses de preparativos, entre convites de casamento personalizados e outros detalhes decorativos, bem que precisam de uma pausa!

Um cruzeiro pelo lago Leman

Lausanne é uma das cidades mais encantadoras da Suíça, situada nas margens do lago Leéman. Depois de terem visitado a sua catedral, o Château de St. Maire e o maravilhoso Parque Sauvabelin, podem aproveitar para embarcar num cruzeiro pelo maior lago de água doce da Europa num barco dos tempos da Belle Époque. Se vos sobrar algum tempo, não deixem de visitar o Museu Olímpico da cidade, que acolhe inúmeras exposições interativas, filmes e coleções de objetos históricos de todos os Jogos Olímpicos que se realizaram até à data. 

À descoberta de Genebra e Montreux

Genève é outro ponto de paragem obrigatória em terras suíças. Uma vez aqui, não deixem de visitar alguns dos seus museus - dos quais destacamos o Museu Internacional da Cruz Vermelha e o Museu Ariana -, a fonte do Jet d’Eaude e a vila de Carouge, e de marcar um jantar à luz das velas no Chez Boubier Café de Paris, onde um prato de entrecôtes é absolutamente obrigatório! Do lado oposto de Genève, ergue-se a cidade de Montreaux, que também merece uma visita! É ideal para os amantes da música, em especial do jazz, e para os que procuram ambientes mais boémios. Desde este ponto, também podem visitar o castelo de Chillon, de origem medieval, que é considerado como um dos mais bem preservados de toda a Europa. 

Viagem gastronómica: fromage et chocolat!

Se são um casal foodie, existe um ingrediente que devem explorar à grande durante a vossa viagem à Suíça: o queijo! Os queijos suíços - sobretudo o Gruyère, o Emmental e o Appenzeller - são imensamente populares no mundo, assim como os pratos que os têm como protagonistas. Deste modo, não deixem de provar a fondue de queijo suíço - cuja receita tradicional é produzida com uma mistura de queijos típicos do país, vinho branco e especiarias - e a raclette, que é uma obra de queijo derretido sobre legumes, batatas e salames. No espectro dos doces, já sabem o que não podem perder: os chocolates suíços! Do mítico Toblerone aos chocolates mais luxuosos e exclusivos, na Suíça vão ter a oportunidade de degustar verdadeiras delikatessen

A Suíça é, sem dúvida, um país encantador e com paisagens únicas que vale a pena ver com os próprios olhos. Passado o vosso dia e todos os meses de preparativos – envoltos em detalhes como o bolo de casamento ou as lembrancinhas de casamento – uma viagem assim será ideal. Tranquilidade, beleza e muito romantismo estão à vossa espera numa lua de mel de sonho.