Cada vez mais os noivos querem dar um toque de originalidade ao seu dia C, transformando-o num evento inesquecível. Nada é deixado ao acaso e, desde a escolha dos convites de casamento até aos acessórios do penteado da noiva, tudo é pensado de forma a criar uma identidade forte e única para o grande dia. Neste sentido, a cerimónia de luz começa a ganhar bastante relevância, já que dá um plus de personalidade à união dos noivos. Também conhecida como cerimónia das velas ou da união perfeita, este ritual simboliza a união e o amor que une o casal, assinalando o início de uma vida em comum. Quando os nubentes não seguem nenhuma doutrina religiosa, esta é uma excelente alternativa para trocar as alianças de casamento. Se pretendem optar por este tipo de benção então as próximas linhas são-vos inteiramente dedicadas.

Origens deste ritual

Quanto às origens do ritual, é difícil chegar a uma conclusão, já que há quem defenda que é pagão e quem ache que nasceu no seio das cerimónias evangélicas. De todos os modos, trata-se de uma cerimónia ecuménica, isto é, que não tem qualquer conotação religiosa e não segue os princípios de nenhuma doutrina ou filosofia. Atualmente, não é considerada uma cerimónia religiosa e daí que a sua celebração possa ocorrer tanto em casamentos civis como religiosos. A sua essência está representada pelas velas - ou a luz - que simbolizam o espírito, a chama e o amor. Isto não significa que a noiva não possa desfilar até ao altar com o seu vestido de noiva com renda e que o casal não possa incluir este ritual na cerimónia religiosa; trata-se apenas de uma forma de dar um toque ainda mais especial e personalizado ao momento da união. Se gostavam de incluir este ritual no vosso enlace religioso, não se esqueçam de falar com o padre a fim de aferirem da possibilidade de concretizar este momento único na celebração . Caso a resposta não seja afirmativa, podem sempre realizá-la no local do copo de água! 

Como se processa?

São necessárias três velas, cada uma com um tamanho e significado diferente. Se os noivos ainda tiverem as suas velas de batismo podem utilizá-las, dando um significado ainda mais íntimo e familiar à cerimónia. No que diz respeito ao ritual, acendem-se primeiro as velas do casal, que representam a família de cada um. A terceira simboliza a nova família que irão formar a partir do dia C. É às mães dos noivos que é dada a honra de acender as velas dos seus filhos, que posteriormente lhes entregam para que estes juntem as respetivas chamas. E é assim que os noivos acendam a terceira vela, simbolizando a união e conversão das suas duas almas numa só. Para que a cerimónia se torne mais intimista, podem decorar as velas com flores iguais às utilizadas no bouquet e penteado apanhado da noiva.

Quando ocorre esta cerimónia?

Não existe um protocolo definido que indique o momento em que este ritual deverá ocorrer. Contudo, tanto nas cerimónias religiosas como nas civis, é costume realizar-se após a troca das alianças. Contudo, em ambos os casos, é aconselhável combinarem com os respetivos celebrantes a melhor ocasião para que este momento ocorra. Quem sabe se não podem aproveitar para trocar os votos no decorrer do ritual?

Lounge Fotografia
Lounge Fotografia

Personalizar a cerimónia

Uma vez que não existem nem tradições nem protocolos afetos a esta cerimónia, os noivos podem incluir alguns momentos únicos e particulares que a tornem mais especial e personalizada. Podem, por exemplo, ler os seus votos ou pequenas frases de amor dedicadas um ao outro antes ou depois do ritual. Se entenderem que devem explicar o motivo da sua realização aos vossos convidados, façam-no com uma breve introdução, o que permitirá que todos participem de forma mais ativa e interessada no ritual. Por outro lado, também podem aproveitar o vosso site ou convites de casamento originais para fazer uma rápida menção ao ritual. 

Personalizar as velas

E tal como o casal personaliza a decoração ao máximo - já para não falar dos presentes de casamento - é recomendável que também personalizem as velas da cerimónia. Podem decorá-las com pequenos brilhantes, fitas de cetim, flores frescas, as vossas iniciais ou a data do casamento. Todas as ideias são válidas para conseguir um enlace cheio de personalidade!

Fotalmada
Fotalmada

A dedicação que entregam à escolha dos sabores do bolo de casamento, que o tornará único e especial, poderá ser também uma inspiração para esta cerimónia especial que simboliza o amor que vos une. Se quiserem podem decorar as velas com fitas nos tons das cores dos vestidos de gala compridos das damas de honor incluindo assim as vossas convidadas neste momento tão especial e romântico. O importante é mostrarem a todos o quanto é importante estarem juntos e partilharem com as vossas pessoas um dia tão especial e o sentimento que vos une.