Quinta do Roseiral

Juntamente com o local escolhido para recepção do casamento, o menu do copo de água é seguramente uma das coisas que mais preocupa os noivos, que procuram agradar e satisfazer os paladares dos seus convidados. Além do teu vestido de noiva, a escolha do menu é um dos temas que requer mais concentração e conhecimento. Este deve corresponder não só às expectativas dos noivos, como de todos os que receberam os vossos convites de casamento, pelo que, na hora de optares por uma ou por outra proposta, deves pensar se a sugestão te define e se é adequada aos teus convidados. Os requisitos para fazeres a escolha acertada são bem mais do que aqueles que usarás no momento de escolher as lembrancinhas de casamento, assim que presta atenção ao que te contamos aqui, para que não existam falhas:

Premier Service

1. Produtos de temporada

Tentem que o menu seja confeccionado com base em produtos da época, para ser mais saboroso, económico e natural. Desta forma, irão garantir que os alimentos são frescos e nas melhores condições. Segundo a estação do ano, devem optar por pratos mais leves ou mais pesados, como por exemplo saladas ou pratos de peixe variados para o verão, e assados para os meses mais frios. No que diz respeito a bolos de casamento originais, o naked cake está no topo das preferências, pelo que, dependendo da época do ano, deverás escolher fruta da temporada para a sua elaboração (ou decoração!).

2. A tradição importa

Viagem até às vossas origens e não deixem de as reproduzir no vosso menu de casamento. Tal como um vestido de noiva com renda nos pode facilmente transportar aos nossos antepassados, também existem alguns pratos que nos trazem recordações da infância. Um menu com emoção, que transmita personalidade e uma identidade muito vossa, vai certamente conquistar os convidados. E aqueles que são da vossa zona, irão adorar esta referência às vossas raízes.

3. Quantos pratos servir?

Além da escolha da quantidade de pratos a servir, devem calcular a quantidade de comida em proporção dos vossos convidados. Não é o mesmo elaborar um menu para um casamento com 50 convidados do que para um com 300. Em casamentos mais intimistas, a possibilidade de incorporar novos sabores e produtos é maior e representa um custo menor do que fazê-lo em menus de casamentos com muitos convidados. Neste caso, deve optar por pratos mais simples, sempre com produtos da temporada.

Por sua vez, o número de pratos a servir vai depender do estilo de casamento. O estilo buffet é mais livre, onde os convidados se servem do que desejam. Já o copo de água, a ser de dia, deve contar com pelo menos 4 pratos, além do cocktail – sopa, prato de peixe, prato de carne e sobremesas. Se o casamento for celebrado à noite, onde o dress code pede mais elegância tanto para a noiva como para as convidadas que devem usar sempre vestidos de gala compridos, é aconselhável servirem apenas 3 pratos, com doses mais pequenas para que o menu não se torne excessivamente pesado.

Nelson Marques e Andreia Torres Photography

4. Quantidade não significa qualidade

Nem sempre um prato que salta à vista pela sua quantidade corresponde às expectativas. Tal como os acessórios indicados podem fazer toda a diferença num vestido de noiva simples, também a escolha adequada dos ingredientes e a sua confecção importa mais do que a quantidade de comida que se coloca no prato. Apostem por uma boa relação qualidade preço, com conta, peso e medida. Por outro lado, o contrário também acontece. Um prato pode ter uma excelente apresentação e desiludir no momento em que o provem. Antes de decidirem com os olhos, degustem os vários menus que vos apresentam e decidam qual é o que mais se adequa às vossas necessidades.

5. A importância do cocktail

A não ser que decidam ter um casamento estilo buffet, normalmente associados a enlaces descontraídos, onde os noivos facilmente optam por deixar o traje de lado ou usar um vestido de noiva curto e mais confortável, o cocktail inicial é recomendável e deve fazer parte do vosso menu. Será ideal para entreter os convidados durante a vossa sessão de noivos e para que comam algo antes de se sentarem à mesa. O cocktail é um momento onde todos podem conversar descontraidamente e iniciar, da melhor forma, o momento do copo de água. Evitem apenas que seja demasiado pesado, já que terá que haver apetite para os pratos seguintes. 

LoveBirds Photography

6. Pratos consensuais

Lembrem-se de os vossos convidados podem ter gostos variados, assim que, por mais que queiram surpreender, tentem escolher pratos que saibam que poderão agradar a todos os paladares ou, pelo menos, à grande maioria. Descartem sabores demasiado picantes, fortes ou exóticos, optando por priorizar gostos mais suaves e tradicionais. Se quiserem surpreender os mais exigentes, optem por incluir no menu alguma entrada ou aperitivo inovador ou mais internacional, como pode ser uma tábua de sushi ou de tacos mexicanos.

7. Opções diversas para os convidados

Por mais básica que esta recomendação possa ser, num convite de casamento personalizado devemos sempre pedir aos convidados que especifiquem alguma restrição ou intolerância alimentar. Desta forma, não cairão no erro de não ter opções alternativas que satisfaçam todos os presentes. Também há que recordar as opções alimentares diferentes, como os que são vegetarianos ou veganos. A oferta para este tipo de regimes é cada vez mais ampla, pelo que não será uma dificuldade encontrar alternativas deliciosas.

Bar Catering

Depois de escolherem o menu, não se esqueçam de o acompanhar com uma seleção de vinhos à altura. Para o momento do bolo de casamento, optem por champanhe, mais leve e adequado para o momento. E para além da ementa, que detalhes faltam por decidir? O teu outfit e os vestidos de cerimónia das tuas damas já estão escolhidos? Se não, não deixes de espreitar a nossa seção de vestidos! Vais adorar!