Mónica Tavares Fotografia

Uma vez enviados os convites de casamentos e definidos alguns pormenores do grande dia - como ou catering ou as lembrancinhas de casamento - eis que chega um dos momentos mais aguardados por maioria das noivas: escolher o vestido de noiva! Se é o teu caso, é muito provavél que já tenhas a tua peça idealizada, do corte ao tecido. Mas será que já decidiste o que fazer ao vestido uma vez que o dia C termine? Embora o mais comum seja guardar a peça como recordação, há cada vez mais mulheres a tomar outra direção... Sim, falamos de vender o vestido de noiva! Já contemplaste esta opção? Se sim, lê atentamente estes pontos e descobre como ser bem sucedida na venda: 

Gabriell Vieira Fotografia

1. Um preço justo

Um dos primeiros pensamentos que as noivas interessadas em vender os seus vestidos têm costuma ser o seguinte: mas quanto é que eu posso ganhar? Como é evidente, o valor a pedir depende de muitos fatores, pelo que não existe uma resposta óbvia. No entanto, e como regra geral, podemos afirmar que uma peça usada em excelente estado pode ser vendida por metade do seu preço original. Se se trata de um vestido de noiva Rosa Clará ou de qualquer outra marca de renome, o valor pode chegar aos 60%, aproximadamente. Em caso de dúvida, nada como pesquisar sites com vestidos em segunda mão para comparar preços!

2. Peça em boas condições

Importantíssimo! Se queres vender o teu vestido de noiva com renda por um preço adequado, tens de garantir que a peça se encontra em boas condições. E isto não se restringe ao cuidado que deves ter ao usá-la no dia C! Uma vez terminado o evento, tens de inspecionar o vestido ao pormenor - de modo a garantir que não falta nenhuma pérola ou que não existe nenhuma renda rasgada - e ainda mandá-lo limpar numa lavandaria profissional. Se existem nódoas ou imperfeiçoes que não podes emendar, o preço do vestido deve ser mais baixo. 

Fotolux

3. Fotos com qualidade

Independentemente de tratar-se de um vestido de noiva simples ou repleto de pormenores, uma coisa é certa: as fotografias vão ditar o sucesso da tua venda! Faz uma sessão fotográfica ao vestido onde se possam observar todos os pormenores do mesmo - acabamentos, botões, rendas, pedraria, etc. Coloca fotos onde se possa ver o vestido na integra, pendurado, e outras em que se veja como assenta no corpo. Podes aproveitar as fotos do teu dia C - ocultado o rosto, se preferires - ou fazer uma breve sessão em casa. O importante é que as fotografias sejam de qualidade e que permitam ver o vestido de todos os ângulos e distâncias. 

Fotolux

4. Uma descrição pormenorizada 

Embora seja verdade que "uma imagem vale mais que mil palavras", também é certo que, quando se trata de um vestido de noiva em segunda mão, uma descrição exaustiva do mesmo nunca calha mal! Esta é a tua oportunidade de explicar toda a história e pormenores do vestido: a marca, o local onde foi comprado, o preço que tem nas lojas, os tecidos que o compõem e, sobretudo, se existe algum defeito no mesmo - honestidade acima de tudo! Lembra-te: tal como tu leste todos os reviews e descrições de produto antes de encomendar os convites de casamento personalizados, também é normal que as futuras noivas apreciem - e precisem! - de todas as informações que possas dar. 

5. Rapidez!

Existem dois motivos pelos quais é recomendável vender o vestido rapidamente: primeiro, para evitar arrependimentos - sobretudo se és uma noiva apegada ao significado deste bem - e, segundo, para não perder dinheiro. Quanto mais velho for o vestido, mais probabilidades existem que o seu valor diminua. Portanto, se já decidiste que queres vender esta peça, informa-te sobre os melhores sites e formas de fazê-lo e começa a tratar dos textos e fotografias. Quanto mais rápido despachares o assunto, melhor!

Feel Creations - Photo & Film

Decidiste que também queres vender os sapatos e o toucado que adornou o teu penteado de noiva? Então mãos à obra! Pensa que o teu vestido de cerimónia e acessórios podem fazer noivas com pouco budget muito felizes e que, uma vez efetuada a compra, podes aproveitar o dinheiro para um miminho especial que marcará o início da vossa vida de casados.