Bad Bad Maria

Desde 2010 que o casamento homossexual é reconhecido em Portugal, sendo que o primeiro foi realizado no dia 7 de Junho desse mesmo ano. Hoje em dia já é bastante comum e cada vez há mais casais de pessoas do mesmo sexo que preferem casar e fazer desse dia uma festa onde possam partilhar a sua felicidade com as pessoas que lhes são mais queridas.

No entanto, existem ainda algumas dúvidas que podem surgir no que respeita ao protocolo. Como nos casamentos heterossexuais existem papéis diferentes para o noivo e para a noiva, saber o que cada um fará na cerimónia pode ser importante esclarecer.

Os costumes e tradições dos casamentos estão a mudar e os casais gostam de espelhar a sua personalidade no seu casamento. Isto implica cerimónias diferentes, vários tipos de festa, horários flexíveis e estilos muito diversos. E o casamento gay não é uma exceção, por isso quase que podemos falar de casamentos à la carte.

O espaço da celebração

Como o casamento homossexual ainda não é permitido por muitas religiões, abre-se espaço para inovar ou introduzir diferentes rituais na cerimónia do casamento.

Como se trata de um casamento civil, normalmente o espaço da cerimónia e do copo de água é o mesmo. Assim, seja interior ou exterior, pode encontrar-se um espaço diferente, como um altar, onde é realizado o casamento. Podem pedir a amigos, familiares, ou pessoas importantes para vocês que tenham um papel especial neste momento, seja com um discurso mais emotivo, ou fazendo a celebração, sendo que a parte legal tem de ser deixada para o representante do registo civil.

A entrada d@s noiv@s

Nos casamentos heterossexuais, o noivo costuma entrar primeiro e esperar a noiva no altar. Já nos casamentos gay pode optar-se por entrar um de cada vez ou em simultâneo. O mais importante é que se sintam confortáveis na vossa decisão.

Os fatos

Também aqui é a vontade de cada casal que dita a lei. No caso de serem dois noivos podem vir vestidos de igual ou terem fatos com cores alternadas ou condizentes. Será interessante ter algum pormenor que vos una num mesmo estilo, mas trata-se de uma decisão pessoal.

Já para as noivas, podem decidir vestir-se de maneira diferente, ou com vestidos de noiva iguais, inclusive ambas com um bouquet. Tendo em consideração o estilo do casamento, podem conjugar os vossos fatos das mais diferentes formas, dos tecidos aos modelos (que podem, por exemplo, ser iguais mas em alturas diferentes, ou com decotes distintos), existem muitas maneiras de serem rainhas da festa.

Os convidados

Embora todos tenham o mesmo direito de expressar o seu amor e construir uma vida a dois baseada no casamento, a verdade é que muitos casais homossexuais ainda se sentem vítimas de preconceitos.

Por este motivo, e como o dia do casamento vai ser um dos mais importantes das vossas vidas, tenham muita atenção à vossa lista de convidados. Se, entre as pessoas que gostariam que assistissem ao vosso casamento, existem algumas que, apesar de vos serem queridas, parecem não aceitar bem a situação, talvez seja melhor não as incluírem na vossa lista. Assim têm a certeza de estar rodeados de pessoas que realmente estão felizes por vocês e pela vossa união.

Os profissionais

O mesmo pensamento pode ser aplicado aos profissionais que escolheram para a preparação do casamento. Se, por algum motivo, se sentem pouco à vontade, ou percebem alguma diferença de tratamento por se tratar de um casamento homossexual, é preferível mudar e trabalhar com profissionais que realmente apreciem e vos façam sentir felizes neste grande dia. Muitas vezes, mais do que um detalhe de decoração, o trato que se tem com as pessoas marca a diferença e pode mudar completamente o ambiente do casamento.