Ir para o conteúdo principal
Casamentos

Casamento entre pessoas do mesmo sexo em Portugal: tudo o que precisas de saber!

Todos os casais têm direito a organizar uma festa à sua medida, no entanto, por vezes surgem algumas dúvidas antes de iniciarem esta aventura juntos. Não percam este artigo, onde vos contamos tudo acerca do protocolo para casamentos gays!

Lukas & Jens

Celebrar o amor em todas as suas formas, sem géneros ou juizos de valor é o objetivo de uma união como o casamento. O simbolismo do anel de noivado, o carinho e a emoção que sentem todas as pessoas à vossa volta quando proferem os votos ou o ritual de cortar o bolo de casamento para finalizar um dia em cheio… todas essas são manifestações de amor universais, presentes em todo o tipo de casamentos.

Mas, se estamos a falar de uniões entre casais homossexuais, há alguns detalhes do protocolo acerca dos quais tanto noivos como convidados podem ter dúvidas. Válido e em vigor em Portugal desde 2010, o casamento entre pessoas do mesmo sexo, como todos os enlaces, devem apenas informar-se do que precisam para subir ao altar. Antes de viverem o dia mais especial de sempre, tenham em conta estes aspetos. 

O tipo de cerimónia 
Cumprir o protocolo
Escolher o celebrante
O dress code perfeito
E falando de fornecedores...

Studio Victorias

O tipo de cerimónia

Uma das grandes diferenças, à partida, entre um casamento hétero e um casamento homossexual é a natureza da cerimónia sob a qual os noivos (ou as noivas) trocam as alianças de casamento. No casamento gay, apenas está previsto o casamento pelo civil, numa cerimónia realizada como o casal bem entender. Visto pelo lado positivo, esta é sempre uma excelente oportunidade para personalizarem o vosso dia à vossa medida, e idealizarem a cerimónia e a festa como preferirem. 

Cumprir o protocolo

A verdade é que, por muito que queiram seguir regras nestes casamentos, elas não existem! Há muita especulação no que respeita às entradas… devem ser os pais dos noivos ou noivas a entrar primeiro? Os padrinhos? Ou o celebrante, seguido dos próprios noivos? Neste caso, não há regras e os noivos podem decidir como querem entrar – juntos, separados ou na companhia dos pais... No fundo, é apenas mais uma oportunidade para tornarem o vosso dia ainda mais único e personalizado!

Escolher o celebrante

O celebrante pode ser o oficiante civil ou alguém escolhido por vocês para conduzir a cerimónia. Familiares, o vosso padrinho e amigo de longa data ou um outro familiar que tenha estado presente durante todo o vosso romance...o celebrante é alguém que vai oficializar o amor que une o casal junto das pessoas mais importantes da suas vidas. Por isso, o mais importante é que escolham com o coração a pessoa com quem mais se identificam e em quem confiam plenamente para este momento tão incrível.

Davide Almeida Fotografia

 

O dress code perfeito

Tal como acontece nos casamentos entre noivos heterossexuais, num casamento gay os noivos podem (ou não) establecer um dress code nos convites, sugerindo uma temática, por exemplo! Mas no que toca aos noivos, a grande dúvida permanece a mesma: Podemos ir iguais ou devemos vestir algo diferente? Que cor usar? Não se preocupem! Tudo isso depende do local onde se vai realizar a cerimónia e do gosto pessoal de cada um.

No caso de duas mulheres, o mais comum é que ambas optem por vestidos de noiva, mas a escolha é livre. Podem escolher casar de vestido ou de fato ou mesmo com conjunto mais casual (um jumpsuit, por exemplo). Quando se trata de um casal masculino, a história repete-se… Tanto podem optar por fatos similares como por um visuais totalmente personalizados. O essencial é que cada casal chegue a um acordo e se sinta bem com a sua escolha!

E falando de fornecedores…

Em pleno século XXI, o casamento entre casais gays continua a ser um tema de debate e isso reflete-se em todos os campos da sociedade. Os fornecedores de casamento acabam por estar um pouco formatados para casamentos entre pessoas de diferentes sexos e, por vezes, os noivos podem sentir-se desesperados para encontrar profissionais com que se identifiquem e que consigam transformar as suas ideias em conceitos reais – e isso vai dos decoradores, das floristas e da animação até aos responsáveis pelo catering. O nosso conselho? Comecem os preparativos com o máximo de antecedência! E não se esqueçam de pedir ajuda e conselhos em comunidades de noivos. De certeza que, com calma e optimismo, vão conseguir encontrar os fornecedores ideais! 

Lukas & Jens

Esclarecidos quando ao protocolo em casais homossexuais? Tal como já referimos, o casamento é uma celebração do amor que une duas pessoas, independentemente do sexo, religião, cultura ou etnia. O vestido de noiva é apenas um acessório e, na verdade, nada é mais puro do que o sentimento tão forte que une um casal que deseja dar o próximo passo na sua relação. Felizmente, cada vez mais abrimos portas a caminho da igualdade e ignoramos aquilo que menos interessa num casamento - a intimidade do casal que pretende dar o nó. Quer sejam um casal a sonhar com este dia ou convidados que acabaram de receber os convites...neste dia celebra-se o amor!