Mint Tea Photography

Enquanto a maioria dos casais que já enviaram os convites de casamento estão indecisos entre Bali, Maldivas ou Punta Cana, vocês dificilmente conseguem pensar em férias. Sim, é normal que precisem de algum tempo para descansar, sobretudo depois da azáfama do grande dia e de cortar o bolo de casamento ao cair da noite. Mas há causas às quais vocês não conseguem ficar indiferentes... A pobreza, a fome, a precariedade e as condições de vida dos habitantes de muitas zonas empobrecidas do globo falam mais alto, e vocês preferem contribuir para erradicar esses mesmos problemas do que investir em duas semanas indulgentes de férias a dois. A lua de mel é o que os noivos quiserem e, recentemente, o honeyteering – ou voluntariado para recém casados – tem vindo a conquistar cada vez mais adeptos. Se querem trocar trocar as típicas prendas de casamento por doações e as banheiras decoradas com pétalas por uma causa nobre, este artigo é para vocês!

Free Soul Films

Escolham a vossa causa!

Ficarem imersos numa cultura, serem acolhidos por um povo e partilharem da sua alegria e angústias... o honeyteering permite-vos tudo isto e muito mais! Mas antes de embarcar nesta travessia, é muito importante fazerem uma introspeção e identificarem as causas humanitárias que mais vos tocam. Afinal, vocês não podem salvar o mundo, mas podem começar a agir e a adotar certas mudanças que farão a diferença! Assim, antes de fazer os convites de casamento, façam a vossa pesquisa, contactem grupos de apoio e falem com intermediários para perceber de que forma podem ajudar. Voluntariado com vida selvagem, ajuda num orfanato, ensino do inglês… para qualquer causa, os programas costumam estar disponíveis em vários países.

Existe algum background?

Alguma vez fizeram voluntariado? Já viajaram para algum país no âmbito de um programa humanitário? Doaram bens para caridade ou ajudaram pessoas com algum tipo de dificuldade? Por mais pequena que seja a vossa iniciativa, é sempre importante ajudar! No entanto, é também essencial ser razoável e perceber até que ponto serão capazes de lidar com as dificuldades. Se são novatos neste campo, talvez não seja boa ideia aventurarem-se numa viagem transatlântica logo após cortarem o bolo de casamento original – o choque de culturas e realidades pode ser muito pesado. Porém, se já têm experiência nestas andanças, embarcar numa aventura como o honeyteering é mais do que recomendado!

Mint Tea Photography

A preparação…

Se estão convictos de que querem este "regime de férias”, comecem a organizar a viagem quanto antes! Primeiro, tenham todos os documentos de identificação e passaportes em ordem e verifiquem se precisam de levar vacinas para o destino eleito. Se no país escolhido para o voluntariado o idioma for diferente do vosso, é importante terem algumas aulas para se sentirem minimamente descansados em várias situações. Mas, mais importante do que pensar em tudo isso, é conhecer a cultura e os costumes da área onde se decidirem instalar! Muitos países têm códigos de conduta e vestuário que facilmente podem colidir com os vossos. Se vão viajar através de uma organização, obtenham o máximo de informação possível acerca do local. 

Desfrutem da viagem!

Fazer voluntariado por causas solidárias, humanitárias ou ambientais não é apenas uma forma altruísta e consciente de viver a vida. Para além do enorme impacto positivo que terão na comunidade e nos membros que a compõem, contactar com outra realidade fora da vossa zona de conforto abre horizontes, relativiza os vossos problemas e torna-vos pessoas mais fortes, humanas e cheias de compaixão. Não existe melhor presente de casamento que uma experiência assim!

Para recém casados que acabaram de trocar alianças de casamento, envolverem-se numa causa maior do que vocês próprios pode consolidar a vossa relação e oferecer o equilíbrio perfeito para o casamento. Alguns noivos consideram um grande ato de gratidão começar uma vida juntos dedicando tempo a servir a comunidade ou o ambiente que visitam. Afinal, não há melhor maneira de começar uma nova vida a dois do que ajudar a tornar o mundo um lugar melhor!

Mint Tea Photography

O recomendável é que, após subires ao altar com o teu vestido de noiva, passem sensivelmente um mês envolvidos num projeto no setor humanitário. No entanto, nem sempre os noivos têm tanta disponibilidade após o casamento. Se o tempo é um fator decisivo, talvez a melhor opção seja dedicarem-se a uma causa ambiental a curto prazo (ajuda a proteger espécies em vias de extinção, replantação e sustentabilidade florestal, etc.), já que o período convencionalmente dedicado à lua de mel é demasiado curto para beneficiar a população local – uma ou duas semanas é insuficiente para ajudar os necessitados, ou atuar no âmbito da educação ou da saúde, por exemplo. De qualquer forma, toda a ajuda será útil após entregarem as lembrancinhas de casamento. Já encontraram a causa que mais vos apaixona?