How Love Begins
How Love Begins

Mesmo que estejas tremendamente apaixonada e com um anel de noivado no dedo, é bastante provável que sejas consciente desta realidade: todas as pessoas amam de forma diferente. De facto, o amor é um tema tão complexo que continua a ser visto como um enigma impossível de compreender. Ainda assim, existem dezenas de teorias que tentam explicar o amor, e uma delas define que há 7 tipos concretos - Eros, Philia, Storge, Ágape, Ludus, Pragma e Philautia. Esta teoria grega, que surgiu através da leitura das obras clássicas de Platão e Aristóteles, é uma das mais interessantes e desenvolvidas do momento. Por isso, antes de definires o estilo do bolo de casamento ou do vestido de noiva, talvez seja interessante que descubras o tipo de amor que nutres com a tua cara-metade... Atreves-te?

1. Eros

Este é o tipo de amor que conhecemos tradicionalmente como o amor romântico. De forma generalizada, este é o afeto que está na origem da atração sexual, já que se caracteriza por sensações de desejo, fantasia e idealização. Apesar de ter uma forte componente física, este tipo de amor também está associado ao compromisso e à admiração - sendo, por isso mesmo, o que mais conduz à união através das alianças de casamento. Parece perfeito, mas o amor Eros costuma ter um grande problema: raramente sobrevive à passagem do tempo. Por ser tão intenso - e caracterizado pelo desejo fervoroso - este tipo de sentimento está mais sujeito a alterar-se e até a esmorecer. 

2. Philia

Trata-se de um amor que tem por base a amizade e, eventualmente, a liberdade. Philia é bastante difícil de alcançar, já que supõe muita dedicação e sacrifício. É o tipo de amor que transmite a ideia de parceria e companheirismo, e não tanto a de pertença e domínio. Como tal, o Philia não se correlaciona tanto com a atração física e sexual; é muito mais emocional e até fraternal, tendo como base a confiança, a lealdade e a sinceridade. Apesar de ser um tipo de amor que se associa mais às amizades, este pode ser uma excelente base para os que procuram ter um aliança de casamento na mão.

RicardoMarta  photography
RicardoMarta photography

3. Storge

Este é o amor familiar, que se manifesta sobretudo entre pais e filhos. Trata-se de um amor maduro, sólido e extremamente flexível. Afinal, quantas vezes é que nutrimos sentimentos contraditórios e até negativos face a um familiar sem deixar, no entanto, de amá-lo? O amor Storge é mesmo isso: um amor elástico, que sobrevive a (quase) todas as provas. Aqui, o mais importante é a confiança, a dedicação e o apoio incondicional. 

4. Ágape

Segundo a teoria, este é o amor mais divino e universal. Para muitos, é o tipo de afeto que se nutre pela natureza ou por Deus, já que tem uma dimensão transcendental. O amor Ágape caracteriza-se por ser um amor desinteressado, puro e genuíno. Diz-se que, ao contrário do Eros, o amor Ágape é constante e capaz de manter-se forte e fiel até às últimas consequências. Assim, é um amor que valoriza o sacrifico e a devoção, sendo verdadeiramente altruísta e livre de expetativas. 

RicardoMarta  photography
RicardoMarta photography

5. Ludus

Como o próprio nome indica, Ludus diz respeito ao amor divertido e descomprometido. Quem ama de forma Ludus - ou seja, lúdica - geralmente tem dificuldades em comprometer-se numa relação monogâmica, já que costuma sentir-se arrebatado por vários pessoas em simultâneo. Mas atenção: isto não significa que se trate de amor menos verdadeiro; apenas expressa uma visão mais ampla e inusual de amar. Embora seja pouco provável que se vincule com um anel de compromisso, o amor é Ludus é imensamente intenso, divertido e misterioso. 

6. Pragma

Uma vez mais, o nome diz tudo! Pragma é o amor pragmático e racional. Trata-se de um afeto duradouro, que tem como base a estabilidade, a compenetração e a capacidade de pensar a dois, com um objetivo comum. Como tal, é um amor que se desenvolve por um longo período de tempo, priorizando a serenidade e a constância. Em suma, o amor Pragma despreza demonstrações de emoção excessivas e os ciúmes, mas preza todos os sinais de compromisso e lealdade. 

Rita Plácido
Rita Plácido

Enviar os convites de casamento, definir a decoração, escolher as lembrancinhas de casamento e ainda escrever os votos... Casar requer muito tempo e dedicação! No entanto, antes de se lançarem aos preparativos, pode ser interessante que tentem encontrar o tipo de amor que melhor vos define. Será que a vossa relação tem por base o amor Eros, Pragma ou Ágape