Rose Richards
Rose Richards

Não é fácil escolher os padrinhos para o vosso casamento e o que ainda dificulta mais o tema é não saberem ao certo identificar o seu papel e funções. Importa ter tempo para deliberar, proximidade e muita confiança e são tantos os amigos e familiar próximos que imaginam neste papel que escolher o tal pode levar-vos alguns dias.
Eles são o vosso braço direito, quem ajuda, faz e aconselha e por isso mesmo devem poder contar com eles em quase todas as ocasiões. Há quem peça aos amigos de infância para serem os padrinhos, esquecendo por completo que têm estado tão ausentes da vossa vida, ou ao colega de trabalho com quem mais se divertem, também sem pensar que isso possa ser uma relação demasiado recente. Não há certos nem errados na vossa decisão, mas os seguintes tópicos podem ajudar-vos a escolher.

O papel dos padrinhos

Márcia Raposo Photography
Márcia Raposo Photography

A função oficial dos padrinhos é essencialmente servir de testemunha para o casamento. Por lei, os noivos podem escolher mais do que um padrinho ou madrinha, mas apenas dois poderão assinar (um de cada lado). Em muitos casos nos casamentos religiosos é necessário que a pessoa que cumpra esta função seja batizada, porém, convém sempre retificar esta informação, sendo que poderão sempre servir de testemunhas.

Explorar todas as possibilidades

Imaginando que escolhem mais do que um padrinho ou madrinha para cada noivo, o que podem fazer é atribuir funções para que ninguém se sinta excluído, ainda que não possa assinar. Uma solução que lhe dê destaque como receber os convidados à entrada da igreja ou do copo de água, fazer uma leitura ou preparar um discurso… o mais importante é que todos se sintam representados e possam ter um papel ativo num dia com tanto significado.

Escolher a pessoa certa

Pedro Filipe Fotografia
Pedro Filipe Fotografia

Tudo depende da afinidade e do grau de confiança que mantêm com quem querem estabelecer esta ligação! No geral, os padrinhos são pessoas amigas, em quem confiamos e que sabemos poder contar. Há quem se limite aos laços familiares, escolhendo pais ou irmãos, ou quem os alargue até aos amigos mais próximos. Serão o vosso braço direito, mas lembrem-se apenas de que também eles têm a sua vida e compromissos e respeitem o facto de não estarem sempre 100% disponíveis.

Delegar tarefas

Falemos agora das obrigações não legais, ou seja, de tudo aquilo que os padrinhos podem estar encarregues, mas que não está descrito no papel! Escolher a roupa e os acessórios, ajudar a decidir o penteado e acompanhar, de um modo geral, todos os preparativos. Na receção, assegurar-se de que os noivos chegam a horas, ajudar com o transporte e ser responsável pelas alianças, que mais tarde pode entregar às crianças para levar até ao altar. Podem também preparar um pequeno discurso de homenagem, tornando o momento mais íntimo.

Rui Teixeira
Rui Teixeira

No caso da noiva, a madrinha deve garantir que qualquer retoque na maquilhagem ou cabelo está alcançável sempre que necessário, que uma nódoa súbita no vestido será rapidamente eliminada e que para cada emergência haverá um plano de backup. Deve também ser a responsável pelo ramo de noiva, para que nunca se perca no meio das fotografias.

E para o noivo, deve encarregar-se de decorar o carro onde o casal viaja, garantir que chega atempadamente e que reúne no mesmo local, ante da chegada à cerimónia, a família e amigos do casal.

Antes e depois da festa

Cabe aos padrinhos garantir que têm tudo pronto para a lua de mel e, isso inclui cuidar da vossa casa ou pelo menos guardar as chaves. Mas há mais detalhes dos quais tantas vezes estão encarregues, como é o exemplo da organização da despedida de solteiro! Seja uma festa, um jantar ou uma viagem, são os padrinhos quem deve fazer a surpresa ou organizar junto dos noivos todos estes detalhes.

Golden Hour Photography
Golden Hour Photography

De todas as escolhas decisivas que têm de fazer em relação ao vosso grande dia, não há dúvida de que nomear os padrinhos se posiciona no topo. Saber tudo sobre o protocolo ajuda a que tomem uma decisão com a qual se sintam em paz. E, em último caso, pensem nas pessoas que vos fazem sempre passar um bom bocado! É com elas que se devem divertir mesmo quando os preparativos parecem levar a melhor.