M/ANIA
M/ANIA

Como todos sabemos, os meses de verão e primavera são os preferidos dos noivos portugueses. No entanto, devemos considerar que cada estação tem os seus encantos e vantagens, que podem ser muito aliciadoras para casais com orçamentos limitados - ou que simplesmente preferem investir numa celebração diferente. Se o anel de noivado já chegou às vossas vidas, é bastante provável que estejam a tentar decidir a data que constatará nos vossos convites de casamento... Para ajudar-vos, hoje trazemos um artigo que aborda as quatro estações do ano e o melhor mês para dar o nó em cada uma delas. Se estão ansiosos por começar a ver ideias para os convites de casamento, inspirem-se nesta lista: 

Primavera: Maio

Maio, associado ao reflorescimento da natureza e aos amores primaveris, é conhecido como o “mês das noivas”. Para os casais que se querem casar na primavera, as primeiras semanas de Maio oferecem imensas vantagens. Para começar, é nesta altura que a primavera atinge a sua plenitude, o que se traduz em cenários repletos de cores e aromas especiais. Para além disso, Maio também oferece temperaturas amenas (nem demasiado calorosas nem demasiado frias), o que permite que os convidados se atrevam a usar trajes mais leves e vestidos de cerimónia curtos. Portanto, se sonham com um casamento romântico, envolto na essência da estação das flores, ponderem fazer os convites de casamento com o quinto mês do ano!

Edgar Leal - NSC
Edgar Leal - NSC

Verão: Setembro

Agosto é verdadeiramente caótico e, como se não bastasse, é também o mês em que praticamente todo o país vai de férias. Junho e Julho, apesar de agradáveis, compõem a conhecida "época alta de casamentos", o que se traduz em indisponibilidade de espaços e claro... preços mais elevados! Por isso recomendamos Setembro, um mês que conta com temperaturas mais amenas (entre os 15ºC e os 25ºC, aproximadamente), preços mais amigáveis e maior disponibilidade por parte dos convidados. Este é também o mês perfeito para os casais que sonham com trocar as alianças de casamento ao ar livre, já que permite que todos se divirtam sem sofrer com o calor excessivo

José D'Oliveira - Fotografia
José D'Oliveira - Fotografia

Outono: Novembro

Para os casais que desejam aproveitar a magia da época natalícia como inspiração para o seu dia C, mas que querem fugir ao frio excessivo e à balbúrdia do Natal, as últimas semanas de Novembro são perfeitas. Por outro lado, se querem um bolo de casamento original, decorado com as cores e os sabores do outono, apostem no principio do mês. Em Portugal, as temperaturas em Novembro são bastante amenas, rondando geralmente os 15ºC, o que já permite vestidos de gala compridos e casacos mais estruturados. Finalmente, pensemos em números: por esta altura, os preços estão bastante mais baixos e os descontos começam a surgir. Portanto, se têm um orçamento relativamente limitado, não deixem de considerar novembro para acolher a vossa união! 

Ritmos & Reflexos
Ritmos & Reflexos

Inverno: Março

Para os casais que acreditam que "uma boda molhada é uma boda abençoada” e que não têm nenhum tipo de problema com o frio e o mau tempo, o inverno é a estação perfeita! Nesta época, sobretudo a partir de janeiro, os locais têm imensa disponibilidade e oferecem os seus melhores preços, o que faz com que seja mais fácil - e económico - organizar um casamento de sonho. Para além disso, o inverno tem um glamour único que se torna muito apelativo para os noivos que querem organizar um mini wedding. Já imaginaram uma celebração aconchegante e íntima, num espaço com lareira, na companhia dos vossos amigos mais especiais? Não tem comparação! Mas e porquê Março? Porque neste mês, o sol já começa a espreitar timidamente e os convidados já conseguiram recuperar dos gastos das festividades. Dois grandes plus, não acham?

Qual é a vossa estação preferida para subir ao altar? Lembrem-se que esta escolha vai determinar quase todos os aspetos do vosso dia C, da decoração floral ao estilo do vestido de noiva. Por isso, ponderem coma tenção todas as opções, pensando nas possíveis temperaturas, nos preços e disponibilidade dos serviços e claro... nos ingredientes da temporada, que podem compor um bolo de casamento único!