NPhoto
NPhoto

Com todos os detalhes que envolvem o planeamento do vosso dia, a música acaba por ser a cereja no topo do bolo ao ter a capacidade de o tornar único! Escolher o vestido de noiva depende mais de ti e das tuas prioridades do que propriamente do fornecedor, mas quando se trata de uma banda ou DJ para vos animar até que entregam as lembrancinhas de casamento, o caso é outro! Há ideias pré feitas, rumores e algumas conceções que certamente não são 100% verdade e que já deves ter ouvido falar se preparas este dia! Se já tens o anel de noivado, vem conhecer as mais frequentes relacionadas com a música do vosso casamento!

#1 As músicas lentas vêm primeiro

Um dos mitos mais populares revela que as músicas mais slow e com aquele ritmo arrastado devem ser as primeiras a tocar logo após trocarem alianças de casamento. Embora esteja relacionado com o facto de haver uma certa separação de géneros – e de guardarem as mais ritmadas para o final da noite – o segredo aqui está na dose certa! Misturar diferentes estilos, sonoridades, vozes e géneros musicais vai fazer com que todos se sintam parte da festa (sem essa clara separação entre mais novos e mais velhos)!

Rute Leonardo Photo&Video
Rute Leonardo Photo&Video

#2 Só podes escolher entre um DJ e uma banda, nunca os dois

Se está dentro da vossa vontade e orçamento, podem ter o que quiserem no vosso dia C! Um DJ pode fazer as hostes e ser uma espécie de mestre de cerimónias enquanto a banda faz pausas, ou pode sempre dividir a noite em duas partes! Outra opção de que muitos noivos são fãs é precisamente tentar combinar música ao vivo com um DJ, estando um encarregue da cerimónia e outro do copo de água ou hora do cocktail, por exemplo!

#3 Todas as bandas ou DJ’s podem atuar em casamentos

Falso! Nem todos estes profissionais podem tocar num casamento, ora porque não são especializados em eventos como esse, ou simplesmente porque não querem. Assumir que aquela banda que adoram vai estar disponível desde que sobes ao altar com o vestido de noiva simples é um big no! Um casamento não é um concerto, e profissionais especializados neste tipo de eventos saberão bem como dirigir a atenção para os noivos e convidados, bem como lidar com toda a dinâmica do evento.

#4 As bandas fazem demasiadas pausas…

Foto Video Stop
Foto Video Stop

Não sabemos ao certo de onde surgiu o nosso quarto mito, mas o que sabemos é que muitos noivos não contratam bandas exatamente por acharem que a cada 40 minutos de espetáculo surgirá uma pausa de 15, onde entram as vossas playlists para manter os convidados entretidos. A verdade? Os tempos de pausa e descanso podem ser acordados e pré estabelecidos entre noivos e profissionais, de forma a não prejudicar nem a agenda nem o ritmo do dia.

#5 Um DJ vai poupar-vos bastante dinheiro

Porque se trata “apenas” de uma pessoa e não de um conjunto, muitos noivos julgam que contratar um DJ lhes sairá mais barato. Embora, regra geral, o preço seja um pouco mais reduzido, haverá sempre um patamar mínimo a pagar pela música. Se estão dispostos a pagar muito pouco, não podem esperar um serviço de excelência por parte deste profissional. Afinal, a sua atuação depende de anos de experiência, um bom reportório de músicas, investimento e bastante material. Um ótimo DJ não só vai animar toda a festa, como acertar nos timings de todas as músicas e ainda avisar o fotógrafo para que capte aquele momento perfeito!

Twin Box
Twin Box

#6 Bandas são demasiado barulhentas

Um dos receios mais frequentes é que todos os convidados saiam surdos da tenda para cortar o bolo de casamento simples. Mas a verdade é que o soundcheck que a banda faz de antemão serve não só para saber se os próprios membros podem ouvir o que estão a tocar, mas também uma precaução necessária para garantir que todos – inclusive os noivos - possam ouvir tudo com clareza.

#7 As bandas não têm variedade nos seus temas

Twin Box
Twin Box

Contratar uma banda de jazz ou clássica é ter a garantia que irão tocar exclusivamente esses temas. Mas a maioria das bandas de casamento está consciente de que vão estar presentes na festa pessoas de todas as fases da vossa vida, e que a dama de honor para quem escolheste um vestido de cerimónia curto não tem o mesmo gosto musical do teu tio-avô! Além disso, devem assegurar-se de que escolhem profissionais atentos às tendências atuais, mas experientes o suficiente que consigam tocar uns quantos clássicos.

#8 Tens controlo total sobre a música e a performance destes profissionais

Tal como nas outras áreas do teu dia C, há que escolher os fornecedores com firmeza e confiança, especificar todos os detalhes e, depois, delegar tarefas! Devem sempre facultar à vossa banda ou DJ uma playlist de músicas que gostavam que passassem, mas a capacidade de entender o género de que mais gostam e de misturar temas já não vos cabe a vocês... Afinal, vocês pedem ao pasteleiro que faça o vosso bolo de casamento original, mas não especificam que açúcar ou chocolate usar, porque apenas ele saberá a melhor combinação para o resultado que pretendem… Deem a estes profissionais alguma flexibilidade!

NPhoto
NPhoto

Confessa, já tinhas ouvido algum destes mitos relativos à música do vosso casamento? Escolher o bouquet e os vestidos de cerimónia é uma coisa, mas os profissionais que interagem diretamente com noivos e convidados são alvo de uma pressão um pouco diferente… Se estão na fase de recrutar os melhores, esclareçam todas as dúvidas, deixem bem clara a vossa vontade e, por fim, confiem! De certeza que vão ter o dia que imaginaram quando enviaram os convites de casamento!