OnRock Photography

Quando se começa a organizar um casamento, é muito normal que o orçamento estipulado para todos os preparativos dispare. Isto porque são tantas e tantas as ideias de decoração que vês, que se torna difícil não ultrapassar o valor que inicialmente definiram. Neste grupo, incluem-se o vestido de noiva que realmente te apaixonou, que afinal é um completamente distinto do que que imaginaste, os convites de casamento que finalmente serão mais elaborados do que o previsto ou tantos outros detalhes da decoração do vosso dia.

É por esta e outras razões que cada vez mais as noivas recorrem ao DIY na tentativa de baixar os custos do casamento. E, se com as lembranças de casamento, a estratégia normalmente corre bem, há alguns detalhes em que, se não fores uma verdadeira handmade expert, podem resultar impossíveis de concretizar tal como imaginaste. Sendo assim, será que vale mesmo a pena fazer um casamento DIY? Para não correres o risco de te frustrares com os preparativos, antes de tomares qualquer decisão tem atenção aos conselhos que te deixamos.

Define o que queres fazer

Um casamento totalmente DIY necessita de muito tempo e paciência e, principalmente, muita habilidade. Por isso, se desesperaste no momento de decidir a cor dos vestidos de gala compridos das tuas damas ou se devias optar por um penteado apanhado ou solto, é provável que a tua paciência se esgote rapidamente. A primeira coisa que deves fazer é definir o que podes fazer em casa – as mais simples são os convites de casamento personalizados, que podes facilmente criar online - e quais são aquelas que te parecem demasiado ambiciosas para as tuas capacidades manuais – como, por exemplo, a decoração do espaço ou os arranjos florais. Ainda assim, uma coisa é certa: qualquer que seja a tua opção, ver o teu trabalho finalizado e poder oferecer aos convidados coisas feitas por ti é muito gratificante.

Guilherme Pimenta Productions

Sozinha ou com ajuda?

Tal como escolheste a dedo as pessoas que te acompanharam na primeira prova do teu vestido, também aqui deves ter em atenção quem escolhes para te ajudar com os teus DIY. Deve ser alguém que vos conheça e saiba qual é o vosso estilo, alguém que tenha muita paciência e, acima de tudo, que adore tudo o que é DIY!

Se tens a sorte de ter amigos e familiares assim, pede-lhes ajuda com os preparativos, seja para elaborar a coroa de flores que completará o teu penteado de noiva de cabelo solto, para te ajudar a decidir toda a decoração interior ou exterior do espaço ou para te dar ideias para os convites de casamento. Por outro lado, se decidires fazer tudo sozinha, programa o que vais fazer com bastante antecedência, caso surja algum imprevisto.

Quanto tempo disponível?

Sê o mais realista e verdadeira contigo própria. Todos os trabalhos manuais implicam uma grande disponibilidade de tempo e, se não o tens, podes entrar em colapso com tantas coisas para pensar e organizar. Talvez uma boa ideia seja fazeres um calendário em que coloques o que queres fazer, o tempo que pensas demorar e o tempo que achas que tens disponível. O mesmo é válido para tudo o que tenhas a tratar antes do casamento – a recolha do vestido, a escolha do vosso topo do bolo de casamento, a prova de maquilhagem, etc. Ter tudo organizado ajuda em muito a controlares os nervos e a preveres imprevistos.

IMart8
 

O DIY é mesmo a tua praia?

Esta é a questão principal que te deves colocar. Queres um casamento DIY por estar na moda, porque queres poupar nos preparativos ou porque realmente adoras trabalhos manuais e estás sempre a pensar em dar esse toque personalizado a tudo? O Youtube, o Pinterest e a nossa secção de DIY são os teus melhores amigos! Estão cheios de tutoriais que te ensinam a fazer praticamente tudo, de uma maneira relativamente simples... mas, nem sempre é bem assim.

Se realmente achas que, tal como um vestido de noiva com renda em estilo boho chic, as manualidades não te convencem totalmente, tenta enveredar por outro caminho. Podes rever a lista de convidados ou cortar algum extra para diminuir os custos do casamento. Por outro lado, se adoras cada ideia DIY que vês, segue em frente com a tua decisão, porque de certeza que vais encontrar excelentes soluções.

Porque queres um casamento handmade?

Se a resposta passa por ser mais barato, nem sempre um casamento DIY acaba por ser mais económico. Muitas vezes, os materiais de que necessitas são bastante caros em relação a comprar o produto finalizado. Tem em conta que há utensílios que, se não tens, podem implicar uma despesa extra - por exemplo, guilhotinas, furadores com formas, aparelhos de gravação ou até uma máquina de costura. Se, pelo contrário, já tens um arsenal de materiais por casa, pode ser uma boa ocasião para lhes dares um uso que te fará feliz!

Guilherme Pimenta Productions

Depois do que leste e de todos os dias que passaste a olhar para o anel de noivado, será que vais mesmo fazer um casamento DIY? Personalizados e totalmente distintos de todos os outros, o handmade tem a vantagem de refletir exatamente tudo aquilo que vocês são, já que cada detalhe é desenhado por vocês. Até o teu bolo de casamento pode ser elaborado artesanalmente, caso queiras que tudo seja único e especial, por isso, se esta é a tua ideia, persegue-a até conseguires ter o dia que sempre sonhaste.