Crazy Little Thing Productions

São muitos os rituais e tradições ligados ao casamento atualmente presentes na nossa cultura. Em Portugal, os costumes europeus falam mais alto e, do pedido à escolha do vestido de noiva, há muitas tradições que colocamos em prática sem sequer nos apercebermos disso. Porém, a verdade é que a globalização leva à uniformização dos costumes e, sendo o amor uma língua universal, que atravessa continentes e derruba fronteiras, o mais natural é que sejamos constantemente influenciados por tradições de outras culturas! O estilo do anel de noivado e como se adaptou ao longo dos tempos, a primeira dança dos noivos, o buffet do copo de água e mesmo o estilo do bolo de casamento… vem descobrir tudo com esta viagem pela história e tradições!

Mitt Photography

1. As damas de honor

Sim, sabemos o que estás a pensar: como assim não é tradição ter um exército de damas de honor prontas para acudir perante qualquer sobressalto e ajudarem-me a vestir o vestido de noiva com renda? A verdade é que, tradicionalmente, ambos os noivos têm um padrinho e uma madrinha de casamento mas, ultimamente, temos vindo a assistir a enlaces com as bridesmaids e os groomsman, que são nada mais do que as melhores amigas e familiares mais chegadas da noiva e do noivo. Esta é uma tradição importada dos Estados Unidos, onde estes convidados se posicionam ao lado dos noivos no altar e têm como função ser o seu braço direito durante todos os preparativos! As damas de honor usam vestidos iguais - ou todos dentro dos mesmos tons - e um bouquet/coursage igual ao da noiva, mas em miniatura, enquanto que os padrinhos vestem-se se forma semelhante ao noivo. Existe ainda uma maid of honor e um best man, nomeadamente a madrinha e o padrinho, que têm um papel de destaque nas celebrações.

Fotolux

2. Save the date

Esta tradição não é originalmente nossa e tem vindo, gradualmente, a conquistar o seu espaço em território nacional. Os save the date são uma espécie de convites – enviados, normalmente, via email – em que os noivos notificam os convidados que devem “guardar” essa data e não agendar nenhum compromisso. Trata-se de uma forma bastante fácil e rápida de notificar os convidados e serve para se organizarem da melhor forma para o evento (caso tenham de marcar férias, comprar viagens, reservar alojamento, etc.), sendo que deve conter apenas a informação estritamente necessária, como o nome de quem convida, o dia do evento e o local onde se celebra.

Diferente

3. First Look

Diretamente importado dos Estados Unidos, o first look está, pouco a pouco, a estabelecer-se como uma grande tendência nos enlaces portugueses. Em que consiste? Fácil: num encontro entre os noivos, a sós, antes da cerimónia. Como se trata de um momento excepcionalmente emocionante e romântico, são muitos os casais que optam por registá-lo com uma sessão fotográfica. Mas claro... não se trata de uma "tradição" fatível para os noivos supersticiosos, que acreditam que não se deve ver o vestido de noiva rendado antes da troca das alianças de casamento

Luminous Photography

4. Votos personalizados

Sim, existem centenas de comédias românticas americanas em que o casal acaba no altar, proferindo votos personalizados ao colocar as alianças de casamento na mão. E a verdade é que, inspirados na beleza e emoção do momento, são cada vez mais os casais portugueses que optam por escrever os seus próprios votos, sobretudo nas cerimónias civis. O que nem todos sabem é que os casamentos religiosos, que geralmente obedecem a uma estrutura fixa, também permitem que o casal personalize o seu discurso, podendo até preferir um poema ou a letra de uma canção. Gostam da ideia? Então informem-se com o vosso celebrante ou com algum superior da religião sobre a possibilidade de personalizarem o vosso discurso. 

Paraguassu

5. Lançar arroz aos noivos

Há quem defenda que esta tradição é originária de Itália, onde o tradicional ditado “Sposa bagnata, sposa fortunata”, que significa que uma esposa banhada é uma esposa com sorte, ganha vida sob a forma de uma chuva de arroz, simbolizando os votos de fertilidade, riqueza e alegria dos convidados. No entanto, há também quem diga que esta tradição provém da Ásia, onde os convidados lançam arroz sobre os recém-casados para lhes desejar um futuro cheio de prosperidade.

RicardoMarta photography

6. Something old, something new, something borrowed and something blue!

Já ouviram falar nesta tradição inglesa? É possível que apenas se relembrem dela por causa da fitinha azul que muitas noivas trazem consigo no grande dia. Na verdade, ela é originaria dos Estados Unidos, onde se acredita que a noiva deve trazer para o casamento algo novo, simbolizando a nova vida que está prestes a iniciar, um objeto velho, que simboliza o passado e que nunca deve ser esquecido, algo emprestado, de preferência, por uma pessoa querida do casal e, por último, algo azul, porque se acredita que é a cor da pureza, do amor, da lealdade e da boa sorte!

Wedding With Us

7. Trash the Dress

Adeus ao branco puro do vestido e à formalidade do fato do noivo... Esta sessão fotográfica, importada dos Estados Unidos, pede aos noivos que se despeçam dos seus trajes nupciais de forma original e divertida. Em Portugal, maioria dos casais opta por fazer uma sessão na praia, submergindo-se no oceano com os seus trajes de casamento. No entanto, estão surgindo muitas alternativas criativas: num parque de atrações, no transporte público, em edifícios abandonados, etc... 

Fotolux

Conheciam a origem de alguma destas tendências nupciais? Cada vez mais as tradições de casamento locais estão a ganhar terreno e, graças a revistas, blogues e comunidades de noivos internacionais, escolher o vestido de cerimónia e ter as melhores ideias para o pedido é algo partilhado por todo o mundo! Se já enviaram os convites de casamento, contem-nos qual destas tradições não pode faltar no vosso dia C!