Ligadas ao amor e ao compromisso, existem imensas superstições curiosas... e impensáveis! Tatuagens antes de vestir o vestido de noiva, colheres que substituem o anel de noivado, banhos com ingredientes improváveis... Gostavam de conhecer algumas destas tradições? Se já enviaram os convites de casamento, venham descobrir os rituais mais bizarros que se praticam - ou praticaram - pelo mundo fora: 

1. O choro interminável

Entre o povo Tujia, na China, existe uma tradição que diz que a noiva deve chorar todas as noites durante uma hora aproximadamente um mês antes de trocar alianças de casamento. Dez dias depois, a mãe começa também a chorar, seguida pela avó. No final do mês, todas as mulheres choram com a noiva, num pranto de alegria e gratidão que se assemelha a uma música composta por diferentes timbres.

2. A colher do amor

Foi no século 17 que os habitantes do país de Gales iniciaram uma tradição onde o noivo esculpia um pedaço de madeira numa colher, que seria posteriormente oferecida à mulher com quem desejasse casar. Se ela aceitasse, a colher simbolizava o compromisso entre o casal, servindo também como promessa de nunca passariam fome.

3. Blackening 

Nas áreas rurais do nordeste da Escócia, as noivas não passam a véspera do dia C a experimentar penteado com tranças... Blackening é o nome dado à tradição onde os noivos são banhados numa mistura que envolve vários ingredientes repugnantes – entre os quais peixes, ovos, leite coalhado, lama e farinha – sendo uma prática muito comum antes da cerimónia para simbolizar as dificuldades do casamento. Acredita-se que, após passar por esta experiência, o casal conseguirá superar todas as adversidades!

4. Partir a louça toda!

Quebrar alguma louça de porcelana é uma tradição em países como Grécia, Alemanha ou Israel. Diz-se que este costume traz muita sorte aos recém-casados e que ensina as dificuldades da vida quando o compromisso é quebrado.

5. Tatuagens enigmáticas

Sabemos que as lindíssimas tatuagens de henna são típicas de países como a Índia e que é frequente ornamentarem mãos e braços que se deixam descobrir por um vestido de noiva com renda. O que poucos sabem é que nesses desenhos complexos são inseridas as iniciais do nome do seu noivo. O evento conhecido como Mehendi é uma celebração muito alegre e colorida que simboliza o despertar espiritual, a alegria, a beleza e a oferenda.

6. Quebrar o sino

Na Guatemala, após a cerimónia do casamento, a casa do noivo é palco de uma animada receção, onde a sua mãe quebra um sino branco cheio de arroz, farinha e grãos. Estes alimentos simbolizam prosperidade e, com o ritual, espera-se que haja abundância na vida do casal.

7. A pão e sal

Na Rússia, os pais dos noivos recebem-nos numa festa com pão, que o casal parte e come junto com sal. Trata-se de uma tradição que simboliza hospitalidade e acredita-se que quem partir o maior pedaço será o “chefe” do seu futuro lar. Após esse momento, cada convidado recebe uma porção do pão do casamento, que tem o nome de karavai.

8. Suécia e a festa do beijo

Durante a receção e antes de cortar o bolo de casamento simples, cada vez que o noivo abandona a sala, todos os homens se levantam para uma oportunidade de beijar a noiva. Se é ela a ausentar-se, todas as mulheres formam uma fila para beijar o noivo!

9. Peixe e bamboo

Na Coreia do Sul, os padrinhos costumam bater nos pés do noivo com peixe morto e paus de bamboo para o preparar para a primeira noite de casados, uma tradição que se acredita ser fortalecedora do corpo e da mente!

10. Duas crianças para os mínimos olímpicos

Nalgumas tribos do Sudão, acredita-se que um casamento apenas perdura e prospera caso o casal consiga ter dois filhos. Se a missão não for cumprida, o noivo poderá pedir o divórcio.

11. Where's the bourbon?!

Em algumas localidades do sul dos Estados Unidos da América, é tradição enterrar uma garrafa de bourbon de cabeça para baixo no local onde os noivos celebrarão o casamento. Este ritual deve ser realizado um mês antes do dia C, de forma a evitar que chova durante o evento. 

12. Fogo para os noivos

De acordo com uma tradição rural da África do Sul, os pais da noiva e do noivo devem levar fogo das suas próprias lareira para a nova casa dos recém-casados. Estas chamas simbolizam a união do casal e a responsabilidade para com as suas famílias.

Quando pensamos em tradições imaginamos o corte do bolo de casamento, os discursos dos padrinhos, a primeira dança dos noivos e as convidadas com os seus vestidos de cerimónia a tentar apanhar o bouquet. Já conhecias algum dos ritos que acabámos de descrever?