Bruno Garcez Fotografia
Bruno Garcez Fotografia

Emoções à flor da pele, planos, muitos planos, e a vontade de os realizar todos no mais perfeito dos cenários... Depois do romântico pedido de casamento e do noivo ter oferecido um anel de noivado lindíssimo, eis que chega a altura de colocar em prática os sonhos que sempre tiveram para o dia C. A noiva começa a imaginar o magnífico penteado apanhado que usará no dia mais feliz da sua vida e, em conjunto, o casal decide como será o seu bolo de casamento. A acrescentar a todos estes momentos de alegria há o planeamento da vossa lua de mel, a primeira viagem que farão em conjunto como marido e mulher. Para que tudo corra o melhor possível há algumas regras que devem ter em conta na preparação deste passeio nupcial. Se já estão na fase de escolher destinos e fazer a marcação da viagem então as linhas que se seguem são para vocês.

Bruno Garcez Fotografia
Bruno Garcez Fotografia

1. Não adiem o planeamento

Organizar o casamento é ter por perto uma checklist interminável à qual, em determinadas alturas, se tem a sensação de que se acrescentam mais tarefas do que se retiram. Não adiem o assunto lua de mel só porque ainda falta muito tempo e depois tratam de tudo com tempo. Esta viagem deve ser começada a tratar com seis a oito meses de antecedência. Parece muito tempo, mas quanto mais cedo a marcarem melhores oportunidades encontrarão em todos os destinos possíveis, tanto no que diz respeito aos preços como à disponibilidade. E este é, obviamente, também um fator a ter em conta.

2. Tomem decisões juntos

É perfeitamente natural que ambos tenham vários destinos de viagem em mente. O importante é sentarem-se, conversarem e, em primeiro lugar, decidirem que tipo de lua de mel pretendem. Há quem prefira passar uma semana ou quinze dias num resort à beira-mar, com cocktails disponíveis a toda a hora, ao passo que outras pessoas preferem explorar grandes cidades e perder-se nos seus museus. Mas também podem querer escapar para uma pequena aldeia no interior do país e explorar as tradições locais enquanto desfrutam da companhia um do outro. As opções são variadas, contudo, independentemente da vossa decisão final, certifiquem-se que estão em sintonia neste assunto de forma a encontrarem uma situação de compromisso que agrade aos dois e vos permita viver dias felizes e agradáveis. Lembram-se da quase discussão que tiveram quando estavam a ter ideias para o convite de casamento? Tal como nessa altura, o diálogo e a compreensão foram vencedores, no assunto lua de mel a regra é a mesma.

Mitt Photography
Mitt Photography

3. Escolham o melhor momento

Tal como toda a gente, também vocês têm nas vossas mentes aquela imagem maravilhosa dos filmes em que os noivos saem da festa de casamento diretamente para o aeroporto a fim de iniciarem a sua lua de mel. Na verdade, esta é a vontade de todos os recém casados: casar, divertirem-se na festa com os familiares e amigos, e irem diretamente de viagem. Na prática, esta pode não ser a decisão mais certa, no entanto não é impossível. Na verdade, se assim for passarão grande parte do tempo a olhar para o relógio, porque têm horários para cumprir e isso não vos vai fazer tirar o melhor partido da festa que andaram a organizar durante meses e meses. O ideal é irem um dia ou dois depois do dia C; estarão mais tranquilos, já descansaram da emoção da festa e do muito que dançaram e não terão que andar em corridas desnecessárias contra o tempo. O objetivo é descontraírem e continuarem a viver momentos felizes e não entrarem em stress e azáfamas desnecessárias. Se a lua de mel for apenas alguns meses após o casamento então façam uma pequena escapada romântica após o dia “sim para assinalarem o facto de a partir de agora serem oficialmente marido e mulher.

Rodrigo Silva Photography
Rodrigo Silva Photography

4. Um alojamento que corresponda às vossas expectativas

Esta decisão vai depender, essencialmente, da viagem que optaram por fazer. Se vão para um destino paradisíaco com praias a perder de vista o melhor é optarem por um resort em regime de tudo incluído. No entanto, se ambos preferem um sossegado e tranquilo bed and breakfast numa aldeia ou vila pitorescas, um apartamento ou uma casa acolhedora, podem optar por escolher através do Airbnb e perderem-se pelas vastas ofertas até encontrarem aquela que responde exatamente aos vossos desejos. O importante é que se sintam confortáveis como se estivessem na vossa própria casa.

5. O papel do agente de viagens

Hoje em dia marcar uma viagem está à distância de um clique, basta ligar o computador e procurar no google o destino que se pretende. Mas, no vosso caso, acontece que quando estiverem a planear a lua de mel, estarão também a decidir se as damas de honor vão de vestidos de cerimónia curtos ou não, como será o vosso transporte para o local da boda, se os presentes de casamento que vão oferecer aos convidados serão feitos por vocês ou comprados já feitos, e por ai adiante... Em suma, há toda uma série de tarefas que não vos vai deixar o tempo livre desejado para explorarem com calma todas as ofertas que a internet tem para vocês no que ao tema viagens diz respeito. Assim como contrataram uma wedding planner para facilitar a organização do enlace, recorram a um agente de viagens! Na maioria das vezes, estes profissionais têm acesso a informações e promoções que vos darão os melhores orçamentos possíveis. São eles que se responsabilizam por marcar o voo, o alojamento, os passeios que optem por fazer no destino final, e por todas as burocracias inerentes à realização da viagem. Assim os noivos ficam com mais tempo disponível para tratar de outros assuntos relacionadas com a realização do casamento.

Mitt Photography
Mitt Photography

A viagem de lua de mel é o perfeito descanso dos guerreiros após a azáfama que foi tratar da vosso dia especial para que tudo corresse na perfeição. E correu! O topo de bolo de casamento foi um sucesso, as damas de honor brilharam nos vestidos de cerimónia escolhidos, o baile durou pela madrugada fora e todos os vossos convidados saíram da festa com um sorriso de felicidade nos lábios. Por vocês e pela boa disposição vivenciada. Agora chegou a altura de ficarem a sós, darem as mãos e embarcarem na viagem mais bonita das vossas vias: o vosso casamento com paragem no local maravilhoso escolhido por ambos.