Mademoiselle Fotografia

Na hora de planear o casamento, um dos primeiros fatores a ter em conta é o orçamento disponível. Se ainda agora enviaram os convites de casamento, rapidamente se irão aperceber que o mais pequeno gesto ou decisão aporta um valor muito elevado e que as despesas são constantes, a começar no vestido de noiva e percorrendo todo o vosso dia até entregarem as lembrancinhas aos convidados. E se há item onde os noivos tendem a gastar uma das maiores fatias do orçamento, são as alianças! Afinal, elas têm um enorme valor simbólico para o casal e, tal como o vosso amor, vão durar para sempre! Se já começaram a consultar ourivesarias e catálogos, não percam a esperança! Sabiam que há materiais igualmente bons, mas bastante acessíveis que podem usar tanto para o anel de noivado como para as alianças? Venham descobri-los!

Aurum Ourivesaria

1. A clássica prata

É um dos materiais mais usados em joalharia e é também um dos mais acessíveis! A prata tem um tom brilhante e delicado para as alianças de casamento, e é um dos metais mais duráveis que podem escolher! Porém, por se tratar de um material suave e maleável, a prata tende a deformar-se ou a ficar riscada com alguma regularidade – mas nada que não possa ser evitado se mantiveres alguns cuidados com a tua aliança! Além disso, ela costuma ser misturada com outros metais para aumentar a sua resistência sendo que, normalmente, a percentagem de prata ronda os 92,5%.

2. Titânio: uma fiel aposta

Devido ao seu baixo preço, este é um material que tem vindo a ganhar cada vez mais adeptos. Mais escuro e leve do que a prata – embora não tão brilhante – o titânio é muito duradouro e apresenta-se em várias tonalidades. Também vale a pena mencionar que o titânio possuí toda a força do aço - sendo por isso muito resistente - sem que isso se repercuta no seu peso. A melhor parte? Este material não provoca reações alérgicas, sendo por isso perfeito para os noivos com peles sensíveis. 

3. Aço: económico e versátil

O aço cirúrgico é muito utilizado em piercings ou joias corporais não só pela sua durabilidade, mas porque não se risca com facilidade. Para além disso, ao contrário do que acontece com a prata, o aço também conversa o seu brilho por mais tempo, nunca acabando por escurecer. Em suma, é a aposta perfeita para os noivos modernos!

4. O delicado cobalto

Perfeito para combinar com um vestido de noiva com renda, o cobalto é um material claro e brilhante por natureza. Embora apenas recentemente tenha começado a ser usado nas alianças dos noivos, ele é muito resistente a possíveis deformações e ao desgaste, sendo até quatro vezes mais duro do que a platina. Por outro lado, ele é um pouco mais pesado do que o titânio ou o tungsténio e, portanto, ideal para quem prefere sentir um pouco mais de peso no dedo.

Hexafoto

5. Tungsténio: o metal eterno

Uma liga que não amassa, dificilmente fica riscada e não precisa de ser constantemente polida. As alianças de tungsténio mantêm o seu brilho espelhado para sempre, sendo o acessório perfeito para combinar com o teu vestido de noiva simples! Além disso, as alianças deste material também não mancham nem escurecem e, como se trata de uma liga bastante forte, possibilita que lhe possam dar vários banhos com outras ligas metálicas.

Pedro Pinto Fotografia

A aliança simboliza a união, o amor e o compromisso, e é um dos elementos mais delicados, mas mais importantes do vosso dia. Se já decidiste qual o penteado de noiva que vais utilizar, está na altura de escolher este detalhe que vos vai acompanhar para sempre! E além dos modelos, gravações e outros detalhes, o material utilizado pode dar um efeito completamente distinto nas vossas alianças. E com a mais alta tecnologia e as opções de ourivesaria mais sofisticadas, já não há razão para não economizares neste aspeto! Se já decidiste todos os detalhes do teu look, qual o material para as alianças que melhor combina contigo e com o vestido de cerimónia com que vais dançar toda a noite?