Em 2012 tudo mudou na vida da Patrícia e do Ruben. O primeiro contacto que tiveram foi num acampamento musical cristão, no qual conversaram durante breves momentos. Anos mais tarde, através de um grupo bíblico universitário onde ambos desempenhavam funções de liderança, confirmaram que já se haviam cruzado no passado... E foi assim que, inevitavelmente, os dois começaram a conviver e a descobrir todas as coisas que tinham em comum... Nasceu então uma união forte e cúmplice que, dezoito meses mais tarde, se traduziu num pedido de casamento. 

O pedido no Miradouro do Torel 

Lisboa testemunhou muitos momentos do amor do Ruben e da Patrícia, mas há um que ficará para sempre na história. Ruben sabia o quanto Patrícia adorava contemplar a nossa capital desde o alto, apreciando o céu azul e os românticos telhados que tornam esta cidade tão especial. Na noite em que completaram um ano e meio de namoro, decidiu então levá-la até ao miradouro do Torel para lhe fazer um pedido único. Bem ao estilo tradicional, surgiu o anel de noivado que, mesmo laço, não atrapalhou em nada o sim radiante da futura noiva. Foi um momento cheio de significado e amor que o casal jamais esquecerá!

Quando menos é mais

Todos os preparativos foram tratados pelos dois, e houve uma divisão clara das tarefas desde o primeiro momento: Ruben tratou de toda a parte burocrática e Patrícia da decoração e organização. Casaram assim na Casa da Azenha, numa cerimónia religiosa protestante cheia de significado e emoção.

Quanto à decoração, desde a cerimónia ao copo de água, tudo foi simples e elegante, provando uma vez mais que a simplicidade e o bom gosto andam de mãos dadas. Os tons escolhidos foram o preto, branco e prateado, que conferiram um toque clássico e requintado ao ambiente. Do mesmo modo, os noivos optaram por um outfit clássico - a Patrícia escolheu um vestido de noiva simples e romântico, com saia leve e vaporosa, e o Ruben um fato negro com gravata cinzenta.

A beleza de um dia chuvoso e muito romântico

O dia ficou marcado por uma chuva torrencial que só embelezou ainda mais este casamento perfeito, como a lente da equipa fotográfica de Ruben Costa tão bem captou. Os noivos recordam com um brilho nos olhos o momento da chegada da noiva à cerimónia, ao som do clássico "Great Are You Lord" dos Casting Crowns, uma música de adoração a Deus com muito significado para ambos. Quando Patrícia se juntou a Ruben no altar, ambos a cantaram e houve um momento de louvor que nunca mais esquecerão, sobretudo porque foi inesperado. Por outro lado, a comunhão, o amor e a simplicidade foram sentimentos que marcaram todo este momento. 

Para mais tarde recordar, fica tudo aquilo que surgiu sem planos: a entrada dos noivos no copo de água ao som de "Só Nós os Dois", a dança improvisada que encantou todos os convidados e a abertura do baile. Foi um dia absolutamente único, onde a chuva só contribuiu para que tudo fosse ainda mais romântico. "Casamento molhado, casamento abençoado!" Que sejam felizes para sempre!