Quando a Ângela chegou a Paris, para fazer um estágio de final de mestrado, estava longe de imaginar que a sua vida ia dar um giro de 360º... Umas semanas depois de começar o estágio conheceu o Olivier, que trabalhava numa empresa no mesmo edifício. Depois de muitas trocas de olhares e de convites para sair rejeitados, o Olivier conseguiu finalmente convencer a Ângela a tomar um café. E assim surgiu a atração (e também o amor!) que os levou, poucos anos mais tarde, a oficializar a sua união na igreja da Nossa Senhora da Encarnação. 

De Paris a Lisboa... e um anel pelo meio

Ao fim de dois anos de namoro, a Ângela foi surpreendida com uma proposta de trabalho em Lisboa que resolveu aceitar. Começava assim uma nova etapa para os dois que, apesar de parecer um enorme desafio, acabou por fortaleceu ainda mais a relação. Decidiram manter o namoro à distância e, durante um ano, fizeram inúmeras viagens entre Paris e Lisboa. A dada altura, seguro de que a Ângela era o seu grande amor, o Olivier decidiu surpreendê-la  num dos fins de semana em que veio a Lisboa. Depois de ter tido aprovação por parte do seu pai, levou-a jantar ao restaurante preferido dos dois e, já no hotel, surpreendeu-a com flores, champanhe e um anel

Ambiente intimista e cheio de romantismo

Todos os preparativos foram tratados pelos noivos, com a ajuda fundamental da irmã e madrinha da Ângela, que a ajudou a concretizar todas as suas ideias para o grande dia. Decidiram que queriam ter um casamento intimista, com um máximo de 80 pessoas, onde cada detalhe fosse um reflexo do estilo e personalidade de ambos. Por isso, escolheram minuciosamente a Quinta do Valle do Riacho, em Alenquer, que preencheu todos os seus requisitos – perto de Lisboa e com bons acessos, já que muitos convidados vinham de fora. Decorado com flores da época e tons de pêssego e dourado, o local proporcionou um ambiente acolhedor e romântico, tal como os noivos queriam. 

O amor da família e dos amigos

Por serem ambos de famílias tradicionais, Ângela e Olivier casaram pela igreja, numa cerimónia repleta de charme e encanto. E foi, sem dúvida, algo inesquecível para os noivos e para a família da Ângela, que vive no Chiado, assistirem à sua cerimónia na igreja da Nossa Senhora da Encarnação, onde vão desde sempre à missa. Além deste momento tão especial, os noivos nunca mais irão esquecer os discursos dos padrinhos, com direito a um vídeo, fotografias e até alguns jogos.

Sem dúvida de que o dia da Ângela e do Olivier foi um conto de fadas, em estilo romântico e cheio de detalhes personalizados, tal como provam as imagens captadas pela equipa da MC Studio. Para o grande dia, a Ângela escolheu um romântico vestido com tattoo lace nas mangas e um decote pronunciado nas costas. A condizer, esperava-a no altar um Olivier muito elegante, com um fato negro e gravata cor de pêssego, em homenagem aos tons que ambos escolheram para a decoração. Depois de um dia inesquecível, o sonho seguiu até Bali, onde viveram uma lua de mel muito romântica e relaxante!