All Story Is

Neste dia tão especial, não são só os namorados que trocam prendas e gestos de amor… Há também quem escolha o 14 de Fevereiro para declarar-se à pessoa amada e quem avance com o tão ansiado pedido de casamento, embebido pelo espírito do dia... Quer seja para acompanhar um anel de noivado ou para completar uma carta romântica, estes poemas vão certamente derreter o coração da tua cara-metade! Se o casamento já está oficializado, podes também usar algum verso do teu autor preferido como frase para os convites de casamento ou até incluí-lo nos teus votos. E que tal surpreender o teu amor com a declamação de um poema no momento do corte do bolo de casamento?

FStudio

  • Em Todas as Ruas te Encontro, de Mário Cesariny

“Em todas as ruas te encontro

em todas as ruas te perco

conheço tão bem o teu corpo

sonhei tanto a tua figura

que é de olhos fechados que eu ando

a limitar a tua altura

e bebo a água e sorvo o ar

que te atravessou a cintura

tanto  tão perto   tão real

que o meu corpo se transfigura

e toca o seu próprio elemento

num corpo que já não é seu

num rio que desapareceu

onde um braço teu me procura

Em todas as ruas te encontro

em todas as ruas te perco.”

Parallax Photography

  • O Amor, de Fernando Pessoa

“O Amor, quando se revela,

Não se sabe revelar.

Sabe bem olhar p’ra ela,

Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente

Não sabe o que há de dizer.

Fala: parece que mente…

Cala: parece esquecer…

Ah, mas se ela adivinhasse,

Se pudesse ouvir o olhar,

E se um olhar lhe bastasse

P’ra saber que a estão a amar!

Mas quem sente muito, cala;

Quem quer dizer quanto sente

Fica sem alma nem fala,

Fica só, inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe

O que não lhe ouso contar,

Já não terei que falar-lhe

Porque lhe estou a falar…”

Parallax Photography

  • Fanatismo, de Florbela Espanca

“Minh’alma, de sonhar-te, anda perdida.

Meus olhos andam cegos de te ver.

Não és sequer razão do meu viver

Pois que tu és já toda a minha vida!

Não vejo nada assim enlouquecida…

Passo no mundo, meu Amor, a ler

No mist’rioso livro do teu ser

A mesma história tantas vezes lida!…

Tudo no mundo é frágil, tudo passa...

Quando me dizem isto, toda a graça

Duma boca divina fala em mim!

E, olhos postos em ti, digo de rastros:

“Ah! podem voar mundos, morrer astros,

Que tu és como Deus: princípio e fim!…”

Lourenço Wedding Photography

  • Para ti, de Mia Couto

“Foi para ti

que desfolhei a chuva

para ti soltei o perfume da terra

toquei no nada

e para ti foi tudo.

Para ti criei todas as palavras

e todas me faltaram

no minuto em que talhei

o sabor do sempre.

Para ti dei voz

às minhas mãos

abri os gomos do tempo

assaltei o mundo

e pensei que tudo estava em nós

nesse doce engano

de tudo sermos donos

sem nada termos

simplesmente porque era de noite

e não dormíamos

eu descia em teu peito

para me procurar

e antes que a escuridão

nos cingisse a cintura

ficávamos nos olhos

vivendo de um só

amando de uma só vida”

Parallax Photography

  • Soneto do Amor Total, de Vinicius de Moraes

“Amo-te tanto, meu amor… não cante

O humano coração com mais verdade…

Amo-te como amigo e como amante

Numa sempre diversa realidade

Amo-te afim, de um calmo amor prestante,

E te amo além, presente na saudade.

Amo-te, enfim, com grande liberdade

Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente,

De um amor sem mistério e sem virtude

Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim muito e amiúde,

É que um dia em teu corpo de repente

Hei de morrer de amar mais do que pude.”

FStudio

Se estás a preparar os convites de casamento e a guest list final, porque não aproveitas estes poemas para fazer uns convites de casamento personalizados para os amigos e familiares mais queridos? Finalmente, se realmente adoras a poesia e queres incluí-la no teu grande dia, porque não imprimes alguns poemas para espalhar pelas mesas e cadeiras? Os convidados vão adorar o vosso romanticismo!