Daydreamers
Daydreamers

Se por um lado o casamento é um evento tipicamente de adultos, com uma atmosfera mais formal, a verdade é que as crianças trazem um ambiente acolhedor e divertido a qualquer celebração. São quem arranca os melhores sorrisos e se solta na pista de dança de uma forma tão apaixonante como desajeitada, guardando algumas das melhores memórias fotográficas. Se vão contar com a presença dos mais pequenos no vosso grande dia, uma das preocupações é que se mantenham felizes e entretidos! E isso nem sempre é fácil de conseguir na mesa de refeição, ao lado dos pais. O menu, as conversas, as birras e as distrações são constantes, o que leva muitos noivos a ponderar: será que compensa encontrar uma alternativa para além do menu infantil? Hoje debruçamo-nos sobre todas as vantagens e desvantagens de uma mesa para os mais pequenos.

Pratos saudáveis e apropriados

Sentar todos nas mesas designadas, junto da família, pode dificultar a vida aos pais, que tantas vezes optam por fazer refeições diferentes e equilibradas para os filhos. Com uma mesa designada para o efeito, poderão usufruir de um menu destinado à sua idade, com variedade de proteínas e leguminosas que lhes proporcionarão energia para dançar até ao entardecer! Desta forma, não correm o risco de petiscar do prato dos pais e interromper todo o ritual gastronómico, regado com um bom vinho.

Vieira's Foto
Vieira's Foto

Mais liberdade para os adultos

A maior vantagem de todas. Ter os mais novos num espaço destinado, não só com alimentos mas alternativas de jogos e atividades, tira um peso enorme de cima dos pais, que desta forma conseguem criar espaço para se divertirem sem que estejam presos às rotinas dos mais pequenos.

Uma alternativa personalizada

Manter a mesa cheia de atividades é a chave para um dia sem grandes preocupações. Para as crianças, enche o espaço com jogos de tabuleiro, projetos de arte e manualidades simples. Para os mais velhos, inclui na mesa com jogos de cartas tipo Uno ou materiais para um DIY que possa ser usado no casamento. E se houver muitas crianças, considerem alugar um serviço direcionado, como balões, artista plástico ou mesmo pequenos workshops, para que possam aprender a confecionar pratos simples para a própria receção.

Uma questão de finanças

Vieira's Foto
Vieira's Foto

A alternativa de ter uma mesa de banquete pensada para os mais pequenos tanto pode ser decisiva no orçamento. Normalmente, a presença de uma criança não é tão dispendiosa como a de um adulto, o que logicamente baixaria o valor de uma refeição normal. Mas esta alternativa pode por vezes tornar-se mais cara. Tudo depende do serviço que pretendam e da possibilidade de contratar alguém para supervisionar, o que tantas vezes encarece o pacote final.

Notificar com antecedência

Qual a idade certa para incluir uma mesa infantil? Há peritos que defendem que o público alvo deve ter entre 5 e 16 anos, recomendando que crianças abaixo de 5 se sentem junto dos pais a menos que tenham algum familiar na casa dos 12-14 anos que se possa encarregar deles na kid’s table! Avisem sempre os convidados através do convite que vão ter uma mesa destinada aos mais novos. Isto vai poupar algum stress com a decisão dos pratos e ajudar com toda a preparação.

Idiane Oli Fotografia
Idiane Oli Fotografia

Adoramos ver crianças felizes na sua essência mais espontânea! Mas também adorávamos manter um ambiente específico junto dos amigos e família! É neste âmbito que surge a possibilidade de acomodar todos sem grandes constrangimentos. Nem os mais novos vão aborrecer-se com as conversas de “adulto”, nem os pais estarão a ser constantemente interrompidos para acudir às mais diversas brincadeiras. Já estiveram nesta situação? Qual a vossa melhor aposta se vão ter algumas crianças no dia do vosso casamento?