Helena Tomás Photography

Não queremos assustar-vos, caros noivos... mas a decoração de um casamento (especialmente a parte das flores) pode consumir até 40% do orçamento total da festa. Se sentem que já gastaram demasiado com aqueles convites de casamento personalizados, ou até com as vossas alianças de ouro branco, ponderem reduzir gastos na decoração floral. Isto não significa que não possam ter uma festa cheia de glamour e romanticismo... muito pelo contrário! Hoje em dia a tendência minimalista está em altas, pelo que não necessitam de ter demasiadas flores (nem flores excessivamente caras) para conseguir um ambiente fabuloso. Então, se não querem prescindir daquele bolo de casamento de vários andares, leiam este artigo com atenção. 

Quinta da Aldeia

Escolher as flores de acordo com a estação

Já sabem em que estação vão trocar as alianças de casamento? Então tomem nota desta importantíssima regra: para poupar na decoração floral, é essencial que escolham flores que sejam da época e facilmente acessíveis. O verão pede flores resistentes ao calor, tal como as magnólias, as orquídeas e as adoradas suculentas. Para o outono, recomendamos tulipas, gérberas e alstroemérias. Para a estação fria, as flores ideais são as rosas, as gérberas e as camélias. Finalmente, para perfumar o vosso enlace primaveril, apostem em cravos, hortênsias, ranúnculos e copos de leite. 

Wendy

As flores mais baratas

Durante a fase dos preparativos é provável que tenham de fazer algumas cedências.. por exemplo, podem ter que optar por umas lembrancinhas de casamento baratas se querem ter uns convites de casamento originais ou contratar aquele fotógrafo cujo trabalho adoram. Do mesmo modo, se realmente não querem uma decoração floral ostentosa nem dispendiosa, podem optar por ter arranjos simples com flores mais acessíveis. Considerem estas sete opções: 

Paniculata (mosquitinho)

A gypsophila paniculata (também conhecida como mosquitinho) é uma das flores preferidas das noivas portuguesas. Delicada, feminina e económica, a paniculata adapta-se perfeitamente a qualquer tipo de enlace. Podem utilizá-la na decoração da cerimónia, como centro de mesa (numas delicadas jarras de vidro), e até pendurar pequenos raminhos nas árvores, para criar um ambiente celestial. Caso achem que a paniculata é um pouco "aborrecida", experimentem misturá-la com outras flores (rosas, gerberas, margaridas, etc). 

Gérberas

Se querem uma decoração que transmita alegria e diversão, as gérberas são perfeitas! Para um enlace diurno, apostem numa mistura de cores vibrantes (amarelo, rosa, vermelho...) e, caso queiram criar um ambiente tropical (perfeito para um casamento na praia), misturem-nas com pleomele, estrelícias e/ou alguma folhagem tropical (monstera, palmeira e samambaia, por exemplo). Por outro lado, se preferem os ambientes minimalistas e clean, usem apenas gérberas brancas. 

Casa da Agra

Cravos

Embora o cravo seja uma flor muito especial para os portugueses, a verdade é que não é muito comum encontrá-la na decoração dos casamentos. De todos modos, caso queiram apostar nesta flor cheia de significado, tomem nota: os cravos são muito económicos e ficam especialmente maravilhosos em arranjos redondos. Para além disso, trata-se de uma flor muito resistente, que pode manter a sua beleza intacta durante muitas horas. 

Rosas

É certo e sabido que a rosa é, por excelência, a flor dos casamentos. Brancas, vermelhas, ou num delicado rosa pálido... são raros os casais que resistem à sua delicadeza e excelência. Para além de lindas, as rosas são bastante acessíveis e podem ser adquirias em qualquer época do ano. A rosa spray (também conhecida como mini-rosa) é uma das variedades mais económicas, e uma das preferidas para fazer arranjos românticos. Experimentem misturá-las com dálias, mosquitinho e peónias. O resultado vai ser apaixonante!

Alstroeméria

A Alstroeméria, também conhecida como "astromélia", é uma flor fantástica para os casais que querem dar um toque sutil de ao seu enlace. São perfeitas para decorar os centros de mesa, as cadeiras da cerimónia e até para integrar o bouquet. Para além disso, combinam na perfeição com as dálias e com o lisianto. 

Margaridas

Sobretudo se o vosso objetivo é criar um ambiente rústico, a margarida é a vossa flor! Delicadas, alegres e muito rústicas, as margaridas são perfeitas para os enlaces ao ar livre (sobretudo cenários campestres). É bastante simples: comprem algumas cestas de vime e encham-nas de margaridas! Se sobrarem algumas, utilizem-nas para decorar os centros de mesa (dentro duns simples frascos de vidro) ou até para compor um bouquet descontraído e muito natural. Conjuguem-nas com lavanda e apreciem o resultado.

Girassóis

Tal como a margarida, o girassol é a flor perfeita para os enlaces rústicos e boémios. Trata-se de uma flor muito especial, dado que transmite alegria e vitalidade como nenhuma outra. Caso queiram que o girassol seja o protagonista do vosso dia C, misturem-no com uma decoração em azul escuro (royal blue). Já imaginaram as damas de honor, nos seus vestidos de cerimónia curtos azuis, a segurar um lindíssimo girassol entre as mãos? É o contraste perfeito para os casais mais descontraídos!

A Couple of Films

Já sabem qual é a flor que não pode faltar no vosso dia C? Então aconselhem-se com a vossa florista de confiança sobre os arranjos que podem fazer com dita flor. Caso queriam que o vosso grande dia tenham uma flor como protagonista, ponderem incluí-la no design dos vossos convites de casamento personalizados ou até de oferecê-la como lembrancinha de casamento! Os vossos convidados vão adorar a ideia!